Sessão de ‘Aquarius’ em Cannes tem protesto contra governo Temer

Por: Redação

A sessão de gala do filme brasileiro “Aquarius”, que concorre à Palma de Ouro no Festival de Cannes, foi marcada nesta terça-feira, 17, por protestos contra o governo interino de Michel Temer.

Durante o evento, o diretor Kléber Mendonça Filho, os atores Humberto Carrão e Maeve Jinkings e outros integrantes da equipe exibiram cartazes com frases em inglês e francês com os dizeres: “O mundo não pode aceitar este governo ilegítimo”, “Um golpe está acontecendo no Brasil”, “54.501.118 de votos foram queimados”, “Misóginos, racistas e impostores como ministros”, e “Dilma, vamos resistir com você”.

Equipe do filme 'Aquarius' protesta contra governo interino Temer em Cannes
Equipe do filme ‘Aquarius’ protesta contra governo interino Temer em Cannes

Thierry Fremaux, diretor do festival, quebrou o protocolo e pediu que a equipe do evento filmasse os cartazes.

No tapete vermelho, outros convidados e membros da equipe também empunharam cartazes com frases como “Nós resistiremos”, “O povo não pode aceitar um governo ilegítimo”, e “O Brasil não é mais uma democracia”. Já na sala de exibição, alguns convidados estenderam uma faixa com a frase “Stop the coup in Brazil” (parem o golpe no Brasil).

Convidados do filme 'Aquarius' estendem faixa em Cannes contra governo Temer
Convidados do filme ‘Aquarius’ estendem faixa em Cannes contra governo Temer

Cannes. 2016.

Uma foto publicada por humbertocarrao (@humbertocarrao) em

Com informações do UOL.