CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

SP tem mais de 1200 mortes suspeitas por coronavírus; a maior parte na periferia

Coronavírus chega à periferia de São Paulo e Zona Leste é a região mais atingida por mortes suspeitas

Por: Redação

Entre os dias 23 de fevereiro e 11 de abril, São Paulo registrou 1.207 mortes confirmadas ou suspeitas de coronavírus. Os dados, apresentados pela Secretaria Municipal de Saúde, fazem parte de um mapa que mostra a distribuição dos óbitos por distrito.

Ainda de acordo com o levantamento, no mesmo período, a Secretaria Estadual da Saúde havia anunciado 422 mortes confirmadas por coronavírus na capital. Das 1.207, 785 são suspeitas.

Coronavírus na periferia

Com 33 possíveis casos na Brasilândia, 28 em Sapopemba e 27 em Itaquera, estes são os distritos que registram maior número de óbitos confirmados ou suspeitos na capital paulista.

Quando levado em conta as regiões mais afetadas pela doença, a zona leste concentra o maior número de mortes na cidade com 499 óbitos.  Seguida pela zona norte com 283,  sul 253, Oeste com 91 e no centro 61 óbitos.

mortes coronavírus
Crédito: Rovena Rosa/Agência BrasilComunidade do Moinho no bairro de Campos Elísios, região central

A Zona Leste concentra o maior números de mortes, com destaque para os bairros de Sapopemba (28), Itaquera (27), Jardim São Lucas (24) , Cangaíba (22) e Cidade Tiradentes (22). Por outro lado, os distritos da região que registraram uma menor quantidade de óbitos confirmados ou suspeitos de coronavírus foram o Brás (4), Pari (7) e o Jardim Santa Helena (7).

Apesar do alto índice de mortes na periferia paulistana, as regiões de Lapa e de Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo, eram as que concentravam mais casos de coronavírus confirmados até 31 de março.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.