CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Tabata Amaral empregou o namorado por 50 dias, e ele recebeu R$ 23 mil

O colombiano Daniel Alejandro Martínez trabalhou apenas durante a campanha eleitoral da deputada em 2018, portanto isso não configura crime

Por: Redação

Durante a campanha eleitoral de 2018, a deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) empregou o próprio namorado, o colombiano Daniel Alejandro Martínez, para trabalhar durante 50 dias, e o pagou a importância de R$ 23.050 pela prestação de serviços de análise estratégica.

A atitude da parlamentar não configura nenhum tipo de crime. Porém, a Exame, quando questionou Tabata sofre quais tipos de serviço o namorado teria prestado, recebeu uma resposta bastante padrão.

“A campanha de Tabata Amaral cumpriu as leis eleitorais na contratação de seus serviços e pessoas. Todas as informações são públicas e estão no portal do TSE. A deputada não vai comentar o assunto”., escreveu a assessoria da parlamentar.

tabata amaral
Crédito: Leonardo Camargo / Agência CâmaraTabata Amaral empregou o namorado durante campanha eleitoral

Apesar de muitos internautas estarem criticando a atitude da parlamentar, empregar o namorado durante a campanha não pode ser considerado ilegal. Isso porque, na época, Tabata não havia assumido o cargo público.

Durante a campanha eleitoral, Tabata recebeu cerca de 1,3 milhão de reais. O maior doador foi a direção nacional do PDT, que repassou 100 mil reais para a agora deputada. E, segundo a prestação de contas da campanha ao TSE, Martínez recebeu o quarto maior pagamento da campanha dado a pessoas físicas.

Suspensão do PDT

O PDT (Partido Democrático Trabalhista) decidiu abrir processos disciplinares e suspender temporariamente a deputada federal Tabata Amaral (SP) e outros sete integrantes da bancada do partido que votaram a favor da Reforma da Previdência na primeira fase da tramitação na Câmara.

A decisão foi tomada em reunião na manhã desta quarta-feira, 17, entre a executiva nacional, a comissão de ética e os presidentes do Movimentos Sociais do partido. Leia mais aqui.

Compartilhe:

1
Morre Gilberto Dimenstein, jornalista e fundador da Catraca Livre
É com profunda tristeza que a Catraca Livre anuncia o falecimento de seu fundador, Gilberto Dimenstein, aos 63 anos de …
2
Entenda a operação da Polícia Federal de combate às fake news
O combate às fake news ganhou um novo e importante capítulo nesta semana com a Polícia Federal realizando uma série …
3
Witzel é alvo da PF; Zambelli antecipa operação em entrevista
A Polícia Federal iniciou nesta terça-feira, 26, a Operação Placebo, que apura desvios na Saúde do Rio de Janeiro nas …
4
‘Na Fila do SUS’ retrata o sucateamento da saúde pública em plena pandemia
 'Na Fila do SUS' é uma websérie em formato original com seis episódios que estreia disponível exclusivamente, na plataforma online …
5
Governo libera uso da cloroquina para pacientes em estado leve da covid-19; classe médica discorda
Após pressão do presidente Jair Bolsonaro, o Ministério da Saúde cedeu e ampliou o  protocolo para uso da cloroquina e …
6
Felipe Neto no Roda Vida: confira os principais momentos do programa
Convidado do Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira, 18, o youtuber Felipe Neto afirmou que faz um …
7
Flávio Bolsonaro rebate acusação feita por Paulo Marinho sobre o caso Queiroz
O senador Flávio Bolsonaro rebateu a acusação feita pelo empresário Paulo Marinho em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo …
8
Entenda os motivos do pedido de demissão do ministro da Saúde, Nelson Teich
Antes mesmo de completar um mês à frente do Ministério da Saúde, o ministro Nelson Teich pediu demissão do cargo …