Vídeo mostra suspeito de feminicídio agredindo empresaria cearense

Jamile de Oliveira faleceu vítima de um tiro. Até então, a polícia acreditava em suicídio, mas após o vídeo a principal suspeita se tornou feminicídio

Por: Redação

Um novo vídeo mostra o namorado suspeito de feminicídio agredindo a empresária cearense Jamile de Oliveira Correira, de 46 anos, antes dela morrer, em 30 agosto deste ano. A polícia revelou as imagens, nesta terça-feira, 17. A vítima foi morta após ser atingida por um tiro dentro do próprio apartamento no Bairro Meireles, em Fortaleza.

Com o surgimento das imagens da empresária sendo agredida pelo namorado dentro do carro, no estacionamento do prédio, as autoridades passam a investigar o caso como feminicídio. Até então a principal hipótese investigada era de suicídio. As informações foram obtidas pelo portal ‘G1’.

vídeo feminicídio empresária
Crédito: Reprodução/G1Vídeo mostra namorado agredindo empresária cearense antes dela morrer

Uma fonte ligada à investigação confirmou ao G1 que Jamile levou um murro do homem.

A confirmação da agressão foi fundamental para a reviravolta do caso, ocorrido na noite de 29 de agosto. A vítima chegou a ser internada no Hospital Instituto Doutor José Frota (IJF) com um hematoma no rosto e um tiro no peito.

O namorado da mulher, o advogado Aldemir Pessoa Júnior, disse em depoimento à polícia que ele e o filho de Jamile tentaram evitar o disparo.

As imagens do novo vídeo analisado na investigação mostram o casal dentro do carro estacionando. O advogado dirigia e Jamile estava como passageira. É possível ver o homem movimentando os braços em direção à vítima. Em dado momento, ele desfere um murro contra a companheira, segundo a mesma fonte.

O vídeo captou a agressão no carro às 22h53 do dia 29 de agosto. Momentos depois, a mulher aparece dentro do elevador, e o relógio da câmera marca de 23h16. Para ver as imagens clique aqui.

O advogado passou a ser considerado suspeito de ter matado Jamile. O filho da empresária, de 14 anos, que aparece em câmeras de monitoramento do prédio arrastando a mãe ferida para dentro do elevador, já na madrugada do dia 30 de agosto, é tido como testemunha.

Jamile possuía um patrimônio em valor alto, deixado pelo ex-marido falecido, e a suspeita da polícia é de que o namorado queria ficar com os bens.

Para mais informações, clique aqui.

Crédito: Reprodução/G1Vídeo mostra namorado agredindo empresária cearense antes dela morrer