Comercial de cerveja mostra que excesso de álcool é ‘broxante’

Skol Beats prega o consumo consciente de bebidas alcoólicas como uma forma de garantir o bom desempenho sexual

Por: Redação | Comunicar erro

Você chega à balada e logo se depara com uma possibilidade incrível de paquera. Aí começa a beber um pouco para criar coragem e abordar a pessoa. A conversa engata, e os dois começam a beber juntos. Mais. E mais. Até que resolvem ir para um lugar mais tranquilo. E quando, finalmente, a noite promete fechar com chave de ouro, nada acontece. Hein? Pois é. Álcool e sexo nem sempre formam um par perfeito, e um comercial de cerveja trata bem desse tema.

Ele é o mote de uma campanha publicitária realizada pela agência Wieden+Kennedy São Paulo para a Skol Beats. O slogan é justamente “If you drink right you f*** right” (Se você bebe certo, você f*** certo, em tradução livre).

Essa campanha foi selecionada pelo “Causando”, do projeto Mestres da Criatividade, da Catraca Livre – selecionamos as mais criativas publicidades com causa.

A campanha possui um hotsite com dicas de consumo inteligente de álcool. O portal também apresenta o divertidíssimo “Sutra Fail”. Trata-se de desenhos de posições não sexuais que acabam surgindo pelo estado de bebedeira, uma versão “broxante” do famoso Kama Sutra.

Um comercial de cerveja que alerta para os efeitos da bebedeira no sexo
Crédito: Reprodução/Skol BeatsUm comercial de cerveja que alerta para os efeitos da bebedeira no sexo

Talvez você esteja familiarizado com algumas delas (esperamos que não, na verdade). Como a “Mamãe sem papai”, em que a mulher se surpreende com o sono pesado do parceiro. Ou a “Dorminatrix”, quando um ritual sadomasoquista termina em roncos.

A Skol Beats preparou ainda um kit especial para evitar esse tipo de situação. É um pack, em edição limitada, com 3 cervejas e 3 garrafinhas de água. Assim, é possível diluir o nível de embriaguez.

Nada como um comercial de cerveja para mostrar que umas geladas além da conta podem esfriar também a libido do bebedor.

Leia também: Campanha da Vivo pede para pessoas saírem do celular

Compartilhe: