CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Projeções de vídeo tomam paredes de prédios da Rua Augusta

Terceira edição do Vídeo Guerrilha vai preencher as fachadas da rua com fotos, vídeos, gravuras e projeções

Por: Redação
divulgação
Fotos, gravuras e projeções tomarão a fachada de 14 prédios da região

Referência do comércio de luxo nas décadas de 50 e 60, a Rua Augusta passou por um profundo processo de degradação durante os anos 80 e 90. Recentemente, contudo, o local voltou a ser um pólo de arte e cultura urbana e, principalmente, um símbolo de revitalização. É por isso que a rua foi escolhida para receber uma enorme galeria de arte ao ar livre e aberta ao público, o 3º Vídeo Guerrilha.

Entre os dias 22 e 24 de novembro, 14 fachadas e paredes de prédios localizados entre as ruas Fernando de Albuquerque e Marquês de Paranaguá receberão projeções, animações e fotografias que abrangem o trabalho de mais de 100 artistas do Brasil e do mundo.

Contando com obras de artistas russos, cubanos, espanhóis, italianos, peruanos, indianos, franceses, argentinos, mexicanos, colombianos, noruegueses, chineses, canadenses, americanos e brasileiros, o evento promove um intercâmbio artístico, cultural e profissional, dando, ainda, oportunidade para trabalhos de jovens talentos e estudantes.

divulgação
A arte quer explorar as mudanças do espaço urbano

A arte toma a rua

Vários espaços serão voltados para a interatividade. Será possível, por exemplo, desenhar ao vivo e movimentar as projeções por um sensor de movimento. Uma das atrações é o Agigantador de Pessoas, uma projeção em tempo real que transforma qualquer passante em uma enorme imagem de 30 metros de altura. Também vale destacar a parceria com o projeto Inside Out São Paulo, que esteve na Favela do Moinho coletando rostos dos moradores esquecidos pela sociedade.

Segundo Alexis Anastasiou, idealizador do projeto, o Vídeo Guerrilha explora as possibilidades de mudanças no espaço urbano, estimulando uma produção artística autêntica e original que pode ser apreciada na arquitetura de São Paulo. “O cotidiano das pessoas nas cidades tornou-se limitado e quase sem alternativa. Nesse sentido, queremos devolver a arte para os cidadãos de forma inovadora, facilitando o acesso a espaços públicos”, comenta.

O Vídeo Guerrilha está em sua 3ª edição e, em 2011, foi o vencedor do prêmio “Melhor Iniciativa Cultural em Artes Visuais”, Concedido pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Confira abaixo a lista de espaços que farão parte da edição de 2012.

Veja as fotos de como foi o ano passado:

Veja como foi o Vídeo Guerrilha de 2011.

Vídeo Guerrilha 2011 from Visualfarm on Vimeo.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.