Will Bone & Kivitz unem jazz e rap no EP Horas Vagas

Por Vinicius Lima 

Por: Redação | Comunicar erro

Em meio a tanta tecnologia, cada dia que passa, um novo rap é lançado por milhares de rappers que hoje existem na cena brasileira. Produtores trabalham horas em frente ao MacBook, usando e abusando dos Samplers, MPC’s e Scratchs para lerem os “Pey”, “Pedrada” ou “Beat Monstro” nos comentários do Youtube ou do Facebook.

Mas será que essa é ainda a única forma de produzir um rap? Produtores musicais como Will Bone mostram que não. Em seu primeiro trabalho de produção, o músico lança junto com o rapper “Kivitz” o “Horas Vagas”, onde ele toca todos os instrumentos que aparecem nas músicas. De tuba até bandolim, Will toca no mínimo oito instrumentos por música, enquanto Kivitz faz seus versos.

Com cinco faixas, o EP “Horas Vagas” tem esse nome porque ele foi produzido apenas no tempo livre dos dois artistas. “As horas vagas unem as pessoas. No estádio, na academia, no parque, você encontra do padeiro ao engenheiro, da estilista à costureira. No nosso caso, o que nos uniu foi a música.”, diz o rapper. Kivitz conta também que . O disco conta com as faixas “Convite”, “Horas Vagas”, “Tudo Bem”, “Rir pra Não Chorar” e “Louco ou São?”.

Hoje produtor, Will Bone começou muito cedo a sua carreira musical. Aos 16 anos já viajava pela Europa em turnê, e ao longo dos anos dividiu o palco com artistas como Luiza Possi, Simoninha, Max de Castro, Criolo e Black Alien. “Sempre fui incentivado a produzir, é um desafio que eu queria enfrentar como músico. Esse foi um bom projeto para começar porque foi um trabalho entre amigos onde eu e o Vitor tivemos muita liberdade para inovar e criar˜, comenta Will.

O “Horas Vagas” é o terceiro EP do rapper Kivitz. Os dois primeiros foram o “Profissão Profeta” (2014) e o “Casa é diferente de Lar” (2015), ambos também com 5 faixas.

Compartilhe:

1 / 8
1
02:47
Não existe nada por acaso
Um dos melhores intérpretes da MPB, Simoninha doou o seu talento à Orquestra Sinfônica Heliópolis em um show no Masp …
2
04:36
Brasileira cria aplicativo que promove a inclusão
"Brainy Mouse" é o nome do aplicativo que une criatividade, inclusão e tecnologia. Criado pela brasileira Ana Sarrizo esse jogo carrega …
3
04:17
Restaurante brasileiro é referência mundial de sustentabilidade
Sair para comer fora também pode ser um ato de resistência contra a destruição do planeta – e isso vale …
4
01:41
As camisas dos verdadeiros campeões
Você está vendo essa criança com camisa de futebol? Essa não é uma camisa comum, na realidade ela é uma …
5
01:47
Mestres da Criatividade: Grafites atropelam a intolerância
Um movimento de arte em favor do amor e contra a intolerância surgiu nas ruas de Berlim: Paint Back, promovido …
6
04:53
Como a passagem de um livro virou uma música sublime
Numa passagem da obra-prima "O tempo e o Vento", de Érico Veríssimo, a protagonista Ana Terra se encanta com sua …
7
01:39
Mestres da Criatividade: doação de alimentos sem sair de casa
Mais de 7 milhões de pessoas têm algum tipo de dificuldade para comprar alimentos. Pensando em reduzir esse desigualdade, a …
8
02:11
Drones do bem: tecnologia que salva vidas
Você já conhece os drones, pequenas aeronaves não tripuladas controladas remotamente, certo? O objetivo inicial desses dispositivos era militar, permitindo que …