CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Eduardo Bolsonaro ataca imprensa e nega que fumou maconha

Por: Gilberto Dimenstein

Mais um capítulo da briga pública entre Eduardo Bolsonaro e a jornalista Patrícia Lelis.
Dessa vez por causa de maconha.

O site Forum mostra que Patrícia sugere que Eduardo e seus irmãos fumavam maconha.

“Meu Deus! Aonde vai parar a IMPRENSA PODRE? É notório o conhecimento da mentira que divulgam e ainda assim o fazem. A intenção é tentar manchar diariamente a nossa reputação

Mas essa profissional aí todos já sabem que nunca namorei/beijei/convidei para sair,sei o meu nível”, respondeu.

A reportagem é ilustrada como uma foto dos filhos de Bolsonaro quando eram jovens.

A mais recente briga se deu por causa de outro tema: feminismo.

Muita gente relacionou seu ataque de Eduardo ao feminismo a um suposto caso com a jornalista.

Nesse post antigo, ele chama feminismo de doença.

“Eu começo a ‘entender’ a importância da figura masculina na vida de uma mulher quando minha ex-namorada que já se declara feminista é vista em uma balada LGBT acompanhada de um médico cubano, usando uma roupa vulgar e, como se não bastasse, rebolando até o chão. E ainda posta isso na internet, como se fosse uma atitude louvável. Lembrando que antes do feminismo ela andava com roupas discretas, não rebolava até o chão, e namorava comigo. ;) #FeminismoÉDoença”

Esse post é visto como uma referência a jornalista Patrícia Lelis, que o acusou, mais tarde, de ameaçar e o caso está em julgamento no Supremo Tribunal Federal, onde o deputado é réu.

A acusação foi registrada em uma troca de mensagens pelo celular.

Tempos depois, Bolsonaro fez um ataque às mulheres de esquerda.“Elas não mostram os peitos e nem defecam nas ruas. As mulheres de direita têm mais higiene”, afirmou.

Patrícia respondeu de forma provocativa em forma de texto combinado com topless.

“Em discurso na avenida Paulista, em São Paulo, Eduardo Bolsonaro disse que ‘as mulheres de direita são mais bonitas que as da esquerda, elas não mostram os peitos e nem defecam nas ruas, elas são depilada, as mulheres de direita têm mais higiene’ e como se não bastasse, ele ainda afirmou que as mulheres de esquerda não merecem respeito. Eduardo, as mulheres devem ser respeitadas independentes de suas posições políticas, independente se são adeptas da depilação ou não, as mulheres devem ser respeitadas além de seus corpos, e é uma pena que apenas uma partes das mulheres consigam enxergar o quanto seu discurso é machista, opressor, misógino e elitista. Eu conheci você de perto, sei o quanto você é desrespeitoso e trata as mulheres como objeto e entende a nós padronizar, sei também que é fácil se esconder atrás deste discurso esteriotipado, pois bem, eu estou aqui hoje, totalmente depilada para dizer #EleNão #OsFilhosTambémNão”

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Por: Gilberto Dimenstein

Jornalista, educador e fundador da Catraca Livre.