5 motivos que vão te convencer a driblar o consumismo

A personal organizer Tati Godoy comenta como passou um ano sem comprar.

Por: Redação

Como andam suas finanças? Apesar de trabalhar muito e ter uma renda mensal você vive sem dinheiro. Já parou para analisar porque? Uma série de fatores pode motivar isso, mas uma delas é a compra desenfreada de itens que muitas vezes você nem usa e ficam ocupando espaço na sua casa.

Já imaginou passar um tempo sem comprar nenhuma peça de roupa, sapato ou acessório? Pense alguns minutos se você conseguiria. Tati Godoy que atua como personal organizer resolveu se desafiar e ficar 1 ano sem comprar nada. Isso mesmo: 365 dias sem nenhuma comprinha sequer.

“Sempre fui muito consumista, desde pequena. Meu orçamento vivia estourado, não fazia contas, se eu gostava, levava. Não me importava se tinha o dinheiro ou não. Sou organizadora de coisas, do tempo e da vida. Essa é minha profissão. Tenho certeza que aprendi a me organizar por conta do excesso de coisas que sempre tive. Porém, a organização das coisas é um placebo para quem vive no meio do excesso. Não adianta”, ela comenta em seu site.

A personal organizer Tati Godoy se desafiou a passar 1 ano sem comprar nada

Há algum tempo, Tati sentia necessidade de consumir menos. A decisão veio depois de um dia organizando a casa de uma amiga que disse: “eu tenho uma amiga que ficou um ano sem comprar nada e ela disse que foi a experiência mais libertadora da vida dela”. Chegando em casa e sem olhar para trás, ela se impôs o desafio: ficar 1 ano sem comprar absolutamente nada.

Passados 5 meses, ela comenta: “ganhei de presente nessa história toda uma fatura de cartão de crédito quase zerada. Eu estava escrava das coisas e hoje consigo olhar para meu armário e perceber que não preciso de nada por muitos meses ainda. Meu bolso agradece, minha casa e minhas coisas ganharam mais espaço, porque nos desapegos, nada entrou para substituir. E a minha alma? Ela experimenta o que chamamos de liberdade”.

Sobre sua experiência a personal organizer comenta que é um exercício muito difícil, mas possível. Ela passou muita vontade, repetiu muitas roupas, mas faria tudo outra vez se fosse preciso: “A vida é feita de decisões e eu resolvi enfrentar esse desafio. E consegui!” Por conta desta vivência, Tati comenta sobre 5 motivos para você deixar de comprar por 1 ano. Confira:

1)  Você vai economizar dinheiro

Depois de vencer o desafio de ficar 365 dias sem comprar nada, Tati comenta sobre os benefícios financeiros e emocionais: “Vai começar a sobrar dinheiro! Ganhei de presente nessa história toda uma fatura de cartão de crédito quase zerada. Eu estava escrava das coisas e hoje consigo olhar para meu armário e perceber que não preciso de nada por muitos meses ainda. Meu bolso agradece, minha casa e minhas coisas ganharam mais espaço, porque nos desapegos, nada entrou para substituir. E a minha alma? Ela experimenta o que chamamos de liberdade”.

Em seu dia a dia Tati Godoy ajuda as pessoas a manterem a casa organizada

2) Você vai passar a fazer compras de modo racional

Comprar pela emoção faz com que você estoure as contas do fim do mês e, apesar de trabalhar tanto, seu dinheiro nunca sobra. Apesar de comprar tanto, a sensação é que você nunca tem uma roupa para usar numa ocasião especial. O ideal é sempre se questionar: “eu realmente preciso disso?” e fazer compras de modo racional.

A personal organizer comenta que: “Dizem que comprar parece ter um efeito ansiolítico associado a puro prazer. Parece que tudo ganhou sentido. Uma semana depois, você terá outro evento e aquele vestido, aquele que você não podia viver sem, não tem mais sentido, não tem mais beleza e já é passado na sua vida. E agora você precisa de uma roupa nova urgente. É preciso usar a razão para ficar sem comprar.”

3) Você vai valorizar o que tem

Ao comprar desenfreadamente, muitos objetos eram deixados de lado e nem eram usados. Tati os doava, mas comprava outros objetos, sempre repondo, aquele “vazio”. Ao ficar 1 ano sem comprar absolutamente nada, ela percebeu que tinha coisas suficientes para viver bem e passou a valorizá-las.

“Muitas vezes não conseguimos enxergar a quantidade de coisas que temos. Tinha tantas coisas que eu não olhava e passei a olhar. Se adquiro muitas coisas novas, eu acabo viciando na novidade e não vendo o essencial, aquilo que um dia foi objeto de desejo, mas que depois da primeira usada, perdeu seu valor. Então essa é a primeira das três razões para não fazer compras por um ano: Voltar a ver aquilo que um dia foi meu objetivo de desejo e usá-lo novamente, ressentir atração por aquilo que desejei”.

Ela continua: “Percebi como nosso objeto de desejo deixa de ser algum tempo depois, e que o essencial da vida é tão simples, que agora quando olho uma vitrine, sei que a roupa é linda, mas que não preciso dela, e sei que seu levá-la para casa já já ela vai estar encostada. Passei a olhar com mais gratidão a vida e a dar mais valor as coisas que não são fáceis de comprar”.

Depois de um ano sem comprar Tati saiu do sufoco financeiro

4) Você vai desapegar de verdade

Você já parou para pensar se, de fato, você é uma pessoa que “desapega” ou está apenas camuflando seu consumismo através desta ação? Veja a experiência da Tati Godoy:

“Eu achava que aliviava minha consciência fazendo o desapego, mas aquilo de desapego não tinha nada. Na verdade, eu tirava tudo o que eu já tinha enjoado, mas às vezes nem estava pago, e comprava outros. Aí minha consciência ficava tranquila. Que engano! De que adianta o descarte se logo em seguida substituo com coisas novas? Isso se chama renovação, e não desapego. Desapegar é aprender a viver com o necessário. Passar um longo período sem comprar é um exercício de desapego MUITO DIFÍCIL, mas totalmente possível.”

5) Você vai poder ter uma reserva financeira

Com o dinheiro que antes você desperdiçava comprando coisas por puro consumismo você poderá finalmente começar a poupar e com essa reserva financeira realizar seus sonhos.

Tati fala um pouco sobre isso: “Não somos ricos pelo tanto que ganhamos, mas sim pelo tanto que gastamos. Guardar o dinheiro pode te levar a Paris, EUA ou até mesmo um fim de semana na praia… ou melhor ainda, vai te dar a oportunidade de começar aquela poupança que há anos você planeja começar”.

Compartilhe:

1
Black Friday: boas práticas e direitos na hora de comprar
A Black Friday tá chegando, vai rolar no dia 29 de novembro, e as expectativas estão altas entre os consumidores …
2
03:18
Como economizar dinheiro usando o celular #CatracaLivreEconomize
Sabia que dá para ganhar dinheiro compartilhando os códigos de descontos oferecidos por aplicativos como uber eats, ifood, 99 e …
3
02:02
Como fazer uma casa para o seu pet com uma lata usada #CatracaLivreEconomize
Aprenda como reciclar uma lata de tinta vazia para criar uma linda casa personalizada para o seu pet. Tudo o que …
4
39s
Mercado de SP tem descontos de até 70%
Para consumo imediato: mercado de SP tem desconto em produtos. Saiba mais aqui: http://bit.ly/2vZHsow Gostou? Deixe um like e siga nosso …
5
01:36
Marca japonesa Miniso chega ao Brasil
Opa, uma nova rede de lojas de 'presentinhos' e produtos diversificados chegou a São Paulo – e uma de suas …
6
01:54
Campanha dá disco de vinil a doadores de sangue e de agasalho
Conheça a campanha que o Casarão do Vinil e o Feirão 1 Milhão de LPs criaram para incentivar a doação …
7
01:38
Visitamos um outlet da Forever 21
O outlet da Forever 21 fica pertinho da cidade de São Paulo e oferece descontos imperdíveis para quem tá precisando …