7 dicas para organizar suas finanças durante a maternidade

Tenha em conta essas dicas para ter uma vida próspera ao lado do seu filho

Por: Redação | Comunicar erro

A maternidade é uma fase tão maravilhosa e ao mesmo tempo desafiadora na vida de uma mulher, por isso requer uma atenção especial, nos cuidados com a saúde, equilíbrio emocional e financeiro também. Seja de maneira planejada ou por surpresa, ter um filho e formar uma família mudanças na rotina e  também um planejamento financeiro. Afinal as escolhas impactam não só o presente como o futuro da mãe como de seu filho.

Para te ajudar na tarefa de ter um planejamento financeiro algumas ferramentas podem ser muito úteis. Para você que está pensando em engravidar ou já é gestante o simulador A História de Seus Filhos do IQ 360 faz uma projeção financeira de quanto você vai precisar de dinheiro para criação do seu filho até os 23 anos. Com essas informações, fica mais fácil se planejar com os filhos que você já tem ou com os que deseja ter.

“O simulador é uma ótima ferramenta para ser usada como apoio dentro do planejamento financeiro familiar. Ao se ter uma projeção dos custos envolvidos na criação de um filho, os pais conseguem se organizar melhor financeiramente, seja para poupar, para fazer um melhor uso do seu dinheiro ou até mesmo encontrar caminhos seguros que possibilitem investimentos que trarão vantagens a médio e longo prazo para a família”, afirma Mariane Hotta, especialista em educação financeira e CFO do IQ 360.

A especialista selecionou dicas que ajudam as mulheres a cuidarem da saúde de suas vidas financeiras nessa etapa da vida. Confira:

1) Faça um planejamento financeiro

Aproveite o período de gravidez (ou até antes mesmo disso) para fazer planejamentos, cálculos e projeções. O quanto antes a mulher tiver conhecimento dos principais custos envolvidos na chegada do novo membro à família, ela terá melhores condições de avaliar alternativas e definir prioridades de acordo com o custo-benefício dos produtos e serviços, além de garantir mais tranquilidade em todo o contexto.

Crédito: iStockPoupe para garantir um futuro melhor ao seu filho

2) Poupe

Durante o planejamento e organização do orçamento, é importante que a mãe dedique parte de sua renda familiar e/ou pessoal para investimentos. Através de disciplina e do uso inteligente dos recursos, é possível garantir pouco a pouco uma reserva que dará mais segurança e solidez nas decisões financeiras, permitindo a realização de objetivos de longo prazo. Aqui você encontra 10 ferramentas gratuitas para cuidar das suas finanças pessoais.

3) Foque em ganhar uma renda extra

Se você está pensando em engravidar, vale aproveitar que você ainda não precisar dedicar parte do seu tempo aos cuidados com a criança para ganhar uma renda extra. Com, isso você consegue um montante para montar o quarto do bebê, criar uma reserva de emergência, ou até mesmo criar um aporte financeiro que possa ser usado no futuro pela criança. Aqui você encontra 10 plataformas que podem te ajudar a ter uma renda extra.

4) Invista no consumo consciente

Com o rápido crescimento das crianças, roupas e calçados, por exemplo, são usados poucas vezes antes de entrarem em desuso. Uma opção é comprar em brechós ou até mesmo trocar com outras mães.  Aqui você encontra quatro sites que promovem o uso sustentável dos produtos.

5) Economize no chá de bebê

Antes do nascimento da criança é comum fazer um Chá de Bebê para reunir familiares e amigos. Para esse evento você não precisa de forma nenhuma fugir do seu orçamento financeiro. Com algumas dicas é possível organizar um evento inesquecível  sem gastar tanto. Confira 16 dicas aqui.

6) Assuma a responsabilidade pelas regras

A criação de hábitos equilibrados de consumo é uma ótima forma de dar exemplos e transmitir valores alinhados ao planejamento financeiro estabelecido. Alinhados, discurso e atitudes, tornam hábito o olhar responsável sobre o consumo e investimentos.

7) Invista na educação financeira dos seus filhos

Um papel importante da maternidade é ensinar aos filhos o valor do dinheiro e introduzir a educação financeira de uma maneira leve e natural. O importante é estarmos bem atentas às nossas próprias atitudes, pois ensinar pelo exemplo é sempre um método muito eficaz com as crianças. Se preocupar com a educação financeira dos filhos é uma atitude responsável e que trará bons frutos não apenas ao núcleo familiar no curto prazo, mas desenvolverá hábitos de consumo saudáveis a eles, ajudando-os a tornarem-se bons gestores de suas próprias vidas financeiras no longo prazo. Este jogo por exemplo, é uma opção de ensinar sobre finanças aos pequenos de forma divertida e lúdica.

Cadastre-se aqui e fique por dentro das melhores dicas do Catraca Livre.


Fica a dica: lembre-se de calcular o frete para avaliar se o desconto está realmente valendo a pena, e de conferir se as ofertas estão mais baratas do que em outras lojas usando o Melhor Preço.


1 / 8
1
03:18
Como economizar dinheiro usando o celular #CatracaLivreEconomize
Sabia que dá para ganhar dinheiro compartilhando os códigos de descontos oferecidos por aplicativos como uber eats, ifood, 99 e …
2
02:02
Como fazer uma casa para o seu pet com uma lata usada #CatracaLivreEconomize
Aprenda como reciclar uma lata de tinta vazia para criar uma linda casa personalizada para o seu pet. Tudo o que …
3
34s
Padarias 24h em São Paulo
Se bateu aquela fome na madrugada, não se preocupe. Várias padarias funcionam 24h por dia em São Paulo.
4
01:40
Dicas para você gastar menos no supermercado
Dicas simples para colocar em prática na próxima ida ao supermercado.
5
01:34
5 passos para economizar no casamento
Um casamento é, provavelmente, a festa mais cara que possamos fazer durante a vida. Mas tem como fazer um evento …
6
02:02
9 hábitos de economia para você adotar no dia a dia
Selecionamos nove dicas simples que, se fizerem parte do seu dia a dia, vão garantir uma boa economia no final …
7
03:00
Veja como juntar R$ 6.890 em 52 semanas
Sim, é possível juntar quase 7 mil reais em 52 semanas; só precisa de planejamento e disciplina!
8
01:37
5 gastos que você pode cortar no dia a dia
Veja cinco gastos desnecessários na sua rotina que podem fazer diferença no fim do mês.