Serviços de assinatura promovem uso compartilhado de roupas

Já pensou em ter um guarda-roupa compartilhado? Pois isso já é uma realidade.

Por: Redação

A ideia de consumo consciente  e sustentabilidade tem mudado o conceito de negócios em diferentes áreas, e com a moda não é diferente. Com uma indústria tão criticada pelos altos preços praticados, a ideia de compartilhar e dividir soa como uma ótima forma de economizar.

Muito além dos brechós, uma proposta é o serviço de assinatura de roupas. É o caso da Blimo – Biblioteca de Moda, uma “Netflix de roupas” que tem uma unidade instalada na Vila Madalena, em São Paulo e outra em Santos, no litoral sula da cidade.

O espaço criado pela jornalista Mariane Salermo reúne diferentes looks de marcas famosas. Funciona assim: por uma assinatura fixa mensal, é possível pegar emprestado qualquer peça e devolver em até 10 dias.

divulgação
Acervo da Blimo conta hoje com 300 peças

São 3 tipos de assinatura: a mais barata é a platinum, em que a cliente paga mensalidade de R$ 130 e pode pegar um look ou duas peças peça por vez. Você pode ficar ate 10 dias com o que pegou, podendo até mesmo ter uma roupa nova todos os dias. Só é importante devolver a peça lavada.

Ainda há o plano Gold, em que por um valor de R$190 mensais são liberadas 4 peças por vez ou dois  looks. A ideia é inspirada na economia compartilhada que prega o conceito de reutilizar mais e consumir menos.  “A pessoa pode estar sempre com uma roupa diferente e não correr o risco de investir em peças que vão ficar mofando no armário depois de pouco uso”, explica Mariane.

Um closet fora de casa

O mesmo tipo de serviço também é oferecido pela Roupateca, no bairro de Pinheiros. O site que anuncia: “O 1º guarda-roupa compartilhado do Brasil” conta com um sistema de assinatura que dá direito a “pegar emprestado” uma, três e seis peças do acervo, respectivamente por vez.

As peças precisam ser devolvidas em até 15 dias após serem lavadas e passadas. Caso não queira fazer isso, basta arcar com um custo adicional. Também há a opção de pegar peças emprestadas todos os dias.

Ao todo são três planos: P que custa R$ 125 e dá direito a uma peça por vez, M que sai por R$ 250 e oferece 3 peças por vez e o G que por R$ 375 permite a retirada de 6 peças por vez.

A proposta da marca é propor um convite à pausa e à reflexão sobre compartilhar, servir e reusar o que já temos disponível no mundo.

reprodução/Facebook
Na Roupateca, sapatos e acessórios estão inclusos no pacote

Nas araras, estão expostas marcas nacionais e internacionais como Cristian Dior, Cris Barros, Reinaldo Lourenço, Martha Medeiros, Totem, Osklen e Maria Bonita Extra.

Por enquanto o foco das duas lojas é roupas femininas, mas existe a ideia de criar um acervo masculino também.

1
Black Friday: boas práticas e direitos na hora de comprar
A Black Friday tá chegando, vai rolar no dia 29 de novembro, e as expectativas estão altas entre os consumidores …
2
03:18
Como economizar dinheiro usando o celular #CatracaLivreEconomize
Sabia que dá para ganhar dinheiro compartilhando os códigos de descontos oferecidos por aplicativos como uber eats, ifood, 99 e …
3
02:02
Como fazer uma casa para o seu pet com uma lata usada #CatracaLivreEconomize
Aprenda como reciclar uma lata de tinta vazia para criar uma linda casa personalizada para o seu pet. Tudo o que …
4
39s
Mercado de SP tem descontos de até 70%
Para consumo imediato: mercado de SP tem desconto em produtos. Saiba mais aqui: http://bit.ly/2vZHsow Gostou? Deixe um like e siga nosso …
5
01:36
Marca japonesa Miniso chega ao Brasil
Opa, uma nova rede de lojas de 'presentinhos' e produtos diversificados chegou a São Paulo – e uma de suas …
6
01:54
Campanha dá disco de vinil a doadores de sangue e de agasalho
Conheça a campanha que o Casarão do Vinil e o Feirão 1 Milhão de LPs criaram para incentivar a doação …
7
01:38
Visitamos um outlet da Forever 21
O outlet da Forever 21 fica pertinho da cidade de São Paulo e oferece descontos imperdíveis para quem tá precisando …