7 ótimos lugares em SP para estudar (sozinho ou em grupo)

Por: Redação | Comunicar erro

Precisa estudar para as provas ou para os vestibulares, mas não encontra um lugar tranquilo em que possa se concentrar? Em São Paulo existem diversos espaços dedicados à leitura e ao estudo, com mesas, acervo de livros à disposição e/ou wi-fi, tudinho num ambiente agradável e silencioso para colocar a matéria em dia com os amigos ou sozinho.

Confira abaixo sete espaços que o Catraca livre indica:

1. Biblioteca de São Paulo

Reprodução/Biblioteca de São Paulo
Prédio da BSP
Reprodução/Biblioteca de São Paulo
Piso térreo da biblioteca, com acervo de livros infantojuvenil

A BSP foi inaugurada em 8 de fevereiro de 2010 e está localizada dentro do Parque da Juventude (antigo presídio do Carandiru). O espaço de aproximadamente 4 mil metros quadrados oferece acervo diversificado de livros, revistas, jornais, jogos eletrônicos, filmes e CDs, além de disponibilizar internet e computadores.

  • Endereço: Avenida Cruzeiro do Sul, 2.630, Parque da Juventude, ao lado da estação Carandiru do Metrô.
    Horário de funcionamento: terça a domingo e feriados, das 9h30 às 18h30.

2. Centro Cultural São Paulo

Sossô Parma
Biblioteca Alfredo Volpi no CCSP

O espaço recebe o público em quatro pavimentos de uma área de 46.500 m². Inaugurado em 13 de maio de 1982, o CCSP transformou-se em um dos primeiros locais culturais multidisciplinares do país. As bibliotecas são os espaços mais conhecidos e frequentados. Seus acervos contam com cerca de 120 mil livros e documentos. Além dos ambientes internos, no terraço há um espaço verde com horta comunitária.

  • Endereço: Rua Vergueiro, 1.000, próximo a estação Vergueiro do Metrô.
    Horário de funcionamento: terça a sexta das 10h às 20h; sábados, domingos e feriados (exceto Carnaval e Páscoa), das 10h às 18h.

3. Biblioteca Parque Villa-Lobos

Nelson Kohn
Espaço para leitura da Biblioteca Parque Villa-Lobos
Nelson Kohn
Mesas com computadores da BVL

Ocupando área de 4 mil metros quadrados dentro do Parque Villa-Lobos, a biblioteca oferece um acervo formado por livros, revistas, jornais, livros eletrônicos, audiolivros, HQs, DVDs e CDs, incluindo livros em braile e falados, voltados para pessoas com deficiência. O ambiente chama a atenção e traz uma experiência agradável de leitura e aprendizado.

  • Endereço: Avenida Queiroz Filho, 1.205, Alto de Pinheiros.
    Horário de funcionamento: terça a domingo e feriados, das 9h30 às 18h30.

4. Biblioteca Alceu Amoroso Lima

Biblioteca Alceu Amoroso Lima/Facebook
Espaço para estudo possui wi-fi

Inaugurada em dezembro de 1979, tornou-se um ponto de cultura do bairro. Além do acervo comum às demais bibliotecas do sistema municipal, a biblioteca possui também programação e títulos voltados para poesia com 34 mil volumes. O local disponibiliza internet gratuita.

  • Endereço: Rua Henrique Schaumann, 777, Pinheiros.
    Horário de funcionamento: segunda a sexta das 10h às 19h; sábado das 9h às 16h; domingo das 10h às 14h.

5. Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin

Biblioteca está instalada no coração da Cidade Universitária
Ricardo Amado/BBM
O edifício foi inspirado em conceituadas bibliotecas de outros países

A BBM, órgão da pró-reitoria de cultura e extensão universitária da USP (Universidade de São Paulo), foi criada em janeiro de 2005 para abrigar e integrar a coleção brasiliana reunida ao longo de mais de oitenta anos pelo bibliófilo José Mindlin e sua esposa Guita. São mais de 32 mil títulos que correspondem a 60 mil volumes.

  • Endereço: Rua da Biblioteca, s/n, Cidade Universitária.
    Horário de funcionamento: segunda a sexta das 8h30 às 18h30; sábado das 9h às 13h.

6. Biblioteca Mário de Andrade

Thalita Rodrigues
Fachada da Biblioteca Mário de Andrade
Fernando Moraes
Acervo de livros da biblioteca

Com wi-fi gratuito e amplo espaço com salas de leitura e pesquisa, a BMA conta com um acervo de mais de 2 milhões de títulos (atrás somente da Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro). Foi fundada em 1925 como Biblioteca Municipal de São Paulo e em 1960 passou a ser chamada de Biblioteca Mário de Andrade.

  • Endereço: Rua da Consolação, 94, próximo a estação Anhangabaú do Metrô.
    Horário de funcionamento: segunda a sexta das 8h às 22h; sábado e domingo das 8h às 20h (consulte todos os horários aqui).

7. Biblioteca Cora Coralina

Reprodução/Prefeitura de São Paulo
O espaço foi inspirado na biblioteca de Paris

Inaugurada como biblioteca infantil de Guaianases em 21 de maio de 1966, atualmente atende público de todas as idades. Em 4 de julho de 2015, a biblioteca passou a ter a primeira sala temática feminista de São Paulo. O acervo conta com mais de mil obras para consultas, estudos e pesquisas.

  • Endereço: Rua Otelo Augusto Ribeiro, 113, Guaianases, próximo a estação da CPTM.
    Horário de funcionamento: segunda a sexta das 9h às 18h; sábado das 9h às 16h; domingo das 10h às 14h.

Compartilhe: