7 perfis no Instagram com resenhas de livros para quem ama ler

Fizemos uma seleção dos '@s' que certamente vão te inspirar e ajudar a garimpar a sua próxima obra de cabeceira

Por: Redação | Comunicar erro
livros empilhados
Crédito: reprodução/@book.sterRedes sociais viram clubes de leituras

Com a vida corrida, cheia de preocupações,  ler é uma atividade que parece não se encaixar na rotina de muita gente, mas existem milhares de maneiras de viver a literatura. As redes sociais, por exemplo, têm se tornado os novos clubes de leitura contemporâneos, incentivando e conquistando cada vez mais adeptos. Perfis voltados ao universo da literatura com resenhas de livros e discussões já aparecem aos montes no Instagram, Youtube e Facebook.

É uma forma de tornar a leitura menos introspectiva e mais compartilhada. Por trás dessas redes estão artistas, advogados e jornalistas que fazem uma curadoria atenta e promovem um debate leve e aberto ao público geral.

Para te incentivar a ler mais também, selecionamos alguns desses perfis que movimentam as redes sociais e as livrarias:

1. @book.ster

Com mais de 80 mil seguidores, o perfil Book.ster, do advogado Pedro Pacífico, reúne resenhas que vão de clássicos a obras recém-lançadas. A intenção é mostrar que, apesar do cotidiano corrido, é possível adotar um hábito diário de leitura.

Entre seus seguidores, alguns nomes ilustres interagem com Pedro, entre eles o escritor português Valter Hugo Mãe e também personalidades como Marcos Mion, o jogador Kaká, Pedro Bial e Astrid Fontenelle.

Dado o rápido crescimento e tamanho o engajamento de seus seguidores, Pedro criou um site a fim de facilitar o acesso do público que não faz parte do Instagram.

View this post on Instagram

Machado, de Silviano Santiago – Nota 8/10 – Essa foi a obra escolhida para última categoria do #desafiobookster2018. Confesso que não estava muito empolgado para lê-la. Não sou um fã de biografias e já tinha lido algumas críticas negativas sobre o livro – que, inclusive, foi vencedor do Prêmio Jabuti 2017. Mas resolvi colocar “Machado” no desafio do ano passado como forma de incentivo para tirá-lo da estante… Na capa do livro já nos deparamos com uma dica do que aparentemente iremos encontrar durante a leitura: “romance”. Em seguida, comecei a ler a sinopse que promete “uma perspectiva totalmente original e audaciosa dos últimos anos de vida de um dos maiores romancistas de todos os tempos”. Logo já me veio a dúvida: esse livro é uma biografia ou um romance? E a verdade é que, depois de concluída a leitura, eu não conseguiria classificar essa obra. Ela é muito diferente e acho que qualquer tentativa de encaixá-la em uma única categoria seria falha. Ao longo das suas mais de 400 páginas, o leitor encontrará relatos extraídos de cartas escritas por Machado de Assis, um amplo ensaio histórico sobre o Rio de Janeiro do início do século XX e uma análise detalhada acerca dos mais diversos assuntos, que vão desde tratamentos para epilepsia até curiosidades arquitetônicas da cidade e reflexões sobre trechos bíblicos. É uma obra muito inteligente e recheada de referências à produção literária de Machado, assim como a personalidades importantes que viveram na sua época. Santiago realmente sabe trabalhar com as palavras e encantar o leitor com sua habilidade em lidar com os mais variados assuntos, enriquecendo a leitura com uma profunda pesquisa histórica. Há, no entanto, um problema. Ao mesmo tempo que encontrei capítulos interessantíssimos e que me fascinaram (!), sofri com algumas partes da obra, principalmente depois da metade da leitura. Há passagens muito extensas e prolixas que me desanimaram e, na minha opinião, não acrescentaram muito à obra. No final, valeu a pena a leitura! Foi uma experiência diferente e que recomendo, principalmente para quem gosta do trabalho de Machado e tem interesse em saber mais sobre aspectos históricos e curiosidades de sua época!

A post shared by Book.ster por Pedro Pacifico (@book.ster) on

2. @Livrogram

Criado pelas amigas Denise Schnyder e Livia Piccolo, o Livrogram compartilha com seus mais de 14 mil seguidores seu amor pela leitura. São resenhas curtas e diretas com dicas sobre literatura e a cena literária. Toda semana tem novas indicações de obras dos mais variados títulos e gêneros.

O perfil no Instagram deu tão certo que se estendeu ao Youtube, com entrevistas, leituras e cobertura de eventos independentes de literatura. Confira aqui.

3. @Umlivropordia

Como o próprio nome diz, a proposta do perfil é indicar um livro por dia, além de pensamentos e reflexões literárias. São resenhas curtinhas de leitura deliciosa.

4. @Livroarbitrio

No Livroarbitrio, Victor Figueirôa e Daniele Carareto publicam suas opiniões sobre obras de diferentes gêneros e também publicam o dia a dia de dois apaixonadas pela leitura.

5. @Cheirandolivros

Por trás do perfil está a professora de arte Rita Zerbinatti, apaixonada por leitura. Lá, ela divide suas experiências literárias e abre um canal de conversa com outros leitores.

View this post on Instagram

Esse mês tive o prazer de reler essa obra maravilhosa, desse autor que amo tanto. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Quando eu li “Sono” pela primeira foi um choque. Um soco na boca do estômago. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Trechos como esse que vem a seguir simplesmente me deixam no chão: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ "sendo assim, o que é a minha vida? Estou sendo consumida por uma tendência e, para me recuperar, preciso dormir. Minha vida seria tão somente uma mera repetição dessa tendência? Minha vida se resumiria em envelhecer enquanto eu dava voltas e mais voltas em torno de um mesmo lugar?" ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Fala sério, não tem como ficar indiferente à isso. O Murakami nos faz pensar, nos incomoda profundamente ao nos levar a esse lugar de questionamento e reflexão sobre nossas atitudes, sobre nossas vidas, sobre nossos dias. É um peso que ele joga dentro da gente. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ E com essa releitura eu senti novamente, só que com mais força, o choque, o soco no estômago. Dessa vez me derrubou pra valer. Me fez perder o sono. Diferente da personagem principal eu perdi o sono e não fiquei me sentindo energizada, fiquei me sentindo morta mesmo. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Enfim, dependendo do momento em que está a vida, esse livro pode te atingir com força total. Te derrubar pra valer. E ainda tem o final, os questionamentos que a história deixa… é tudo louco. É um livro perfeito pra te tirar o sono mesmo. Eu comecei a ler já era tarde, estava pedindo por uma noite insone, fala sério?! rs ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Fiquei bugada com o final (de novo), sem saber o que pensar. Existem várias formas de interpretar essa história, é do tipo que deixa tudo no ar, sabe? Se você não gosta dessas coisas, não sei se esse livro é pra você, mas pelos questionamentos e pela inquietação que ele provoca, vale dar uma chance. . . . #bookstagram #igliterario #harukimurakami #leitura #amoler

A post shared by Rita Zerbinatti (@cheirando_livros) on

6. @Livrosepessoas

O perfil reúne 40 mil seguidores que acompanham, além de resenhas e novidades do mercado editorial brasileiro e internacional.

7. @LiteraTamy

Com mais de 14 mil seguidores, o LiteraTamy compartilha experiências literárias de uma estudante de letras e abre espaço não só aos autores nacionais contemporâneos (inclusive os independentes), mas também à literatura clássica e estrangeira. Por lá aparecem resenhas de obras como “Seminário dos Ratos”, de Lygia Fagundes Telles, e “Hibisco Roxo”,  um clássico necessário sobre feminismo de autoria de Chimamanda Ngozi Adichie.

O perfil do LiteraTamy também está presente no YouTube e no Facebook.

1 / 8
1
30s
Onde ou Aonde?
Responda rápido: "Onde você quer ir jantar?" ou "Aonde você quer ir jantar?". Qual a resposta correta.
2
34s
Use “anexo” corretamente
Na hora de enviar um e-mail corporativo, você sabe como escrevê-lo corretamente?
3
34s
Senão ou se não?
Aprenda quando usar o "senão" ou "se não".
4
33s
Presente do Subjuntivo
Aprenda a usar corretamente o Presente do Subjuntivo.
5
02:13
O estilista que ensina de crochê em penitenciária masculina
O projeto Ponto Firme, criado pelo estilista Gustavo Silvestre, tem como objetivo transformar a vida de detentos de uma penitenciária …
6
01:47
Como se apaixonar por Bach – Lição 10
Curso "Como se apaixonar por Bach", com o maestro e pianista João Carlos Martins.
7
01:48
Como se apaixonar por Bach – Lição 9
Curso "Como se apaixonar por Bach", com o maestro e pianista João Carlos Martins.
8
01:30
Como se apaixonar por Bach – Lição 8
Curso "Como se apaixonar por Bach", com o maestro e pianista João Carlos Martins.