Pensamento mágico: o que acontece com o cérebro quando brincamos?

*Do nosso parceiro Tempojunto

“A imaginação é a verdade da criança. Para alcançarmos a criança, devemos compreender que a imaginação é um mundo”, defendeu o pesquisador de cultura da infância Gandhy Piorski em uma entrevista concedida ao Catraquinha. É durante o brincar que os pequenos dão corda nessa imaginação e, segundo o especialista, constroem a sua psiquê. Mas afinal, como a brincadeira atua no desenvolvimento neurológico? O que acontece com o cérebro da criança enquanto ela brinca?

O nosso parceiro Tempojunto entrevistou a pediatra Ana Escobar – doutora pelo departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da USP – sobre o assunto. Afinal, os benefícios do ato de brincar para a criança não são só sociais, culturais e cognitivos, são também físicos.

Brincando sozinho ou junto, a criança desenvolve a imaginação e constrói as capacidades cognitivas que vão acompanhá-la até a vida adulta.

“Brincar desenvolve todo o sistema neurológico de forma absoluta, e desenvolve também uma das coisas mais importantes que a gente tem, que é a imaginação. É ela quem nos dá as possibilidades e potencialidades de seguir novos caminhos na vida adulta, e isso começa na infância, com as brincadeiras e o pensamento mágico”, explica a médica.

A doutora explica que enquanto brinca, a criança – ou mesmo o adulto – estimulam as sinapses, que é a comunicação entre os neurônios, estimuladas por atividades externas que os pais podem fazer com os pequenos desde a primeiríssima infância.

Quando falamos do desenvolvimento neural da criança, as sinapses, ou a comunicação entre os neurônios, são estimuladas pelas atividades que os pais ou cuidadores fazem com as crianças desde recém-nascidos.

“Do ponto de vista da saúde, brincar é que permite que os neurônios se conectem. Isso se chama neuroplasticidade, quanto mais conectados estiverem os neurônios, melhor para as capacidades cognitivas de cada um”, comenta.

Assista abaixo à entrevista na íntegra e leia o post completo do Tempojunto aqui.

Leia mais:

Compartilhe:

1 / 8
1
30s
Onde ou Aonde?
Responda rápido: "Onde você quer ir jantar?" ou "Aonde você quer ir jantar?". Qual a resposta correta.
2
34s
Use “anexo” corretamente
Na hora de enviar um e-mail corporativo, você sabe como escrevê-lo corretamente?
3
34s
Senão ou se não?
Aprenda quando usar o "senão" ou "se não".
4
33s
Presente do Subjuntivo
Aprenda a usar corretamente o Presente do Subjuntivo.
5
02:13
O estilista que ensina de crochê em penitenciária masculina
O projeto Ponto Firme, criado pelo estilista Gustavo Silvestre, tem como objetivo transformar a vida de detentos de uma penitenciária …
6
01:47
Como se apaixonar por Bach – Lição 10
Curso "Como se apaixonar por Bach", com o maestro e pianista João Carlos Martins.
7
01:48
Como se apaixonar por Bach – Lição 9
Curso "Como se apaixonar por Bach", com o maestro e pianista João Carlos Martins.
8
01:30
Como se apaixonar por Bach – Lição 8
Curso "Como se apaixonar por Bach", com o maestro e pianista João Carlos Martins.