Entenda a importância do reforço escolar e seus benefícios

Descubra quais são os seus diferenciais, além de dicas sobre quando e como iniciá-lo

O reforço escolar é bastante eficaz para apoiar o estudante em conteúdos nos quais ele tem maior dificuldade
Créditos: Banco de imagens | iStock @damircudic
O reforço escolar é bastante eficaz para apoiar o estudante em conteúdos nos quais ele tem maior dificuldade

Entender as particularidades da criança pode ser um grande diferencial para que ela se saia bem na escola e consiga resultados melhores em sua aprendizagem.

Nesse sentido, ao descobrir quais são as suas dificuldades, existe a oportunidade de também se direcionar com maior precisão o reforço escolar, quando ele se fizer necessário.

Esse método é bastante eficaz para apoiar o estudante em relação às disciplinas curriculares propostas pela escola, especialmente quando levamos em consideração a oportunidade de se aprofundar em conteúdos nos quais ele tem maior dificuldade.

Por essa razão, o blog Novos Alunos, do Grupo SEB (Sistema Educacional Brasileiro) preparou um conteúdo especial sobre o tema para que você saiba com mais detalhes o que é o reforço escolar, quais são os seus diferenciais, além de dicas sobre quando e como iniciá-lo. Dá só uma olhada: 

Veja também

Quais os diferenciais de oferecer reforço escolar?

Confira abaixo alguns dos principais diferenciais de oferecer reforço escolar para as crianças:  

Motivar aprendizagem

O primeiro diferencial está voltado para a motivação da aprendizagem. Se a criança conta com alguma dificuldade, independentemente de qual seja a matéria, ela vai ficar receosa quanto às novas tarefas que vierem em sala de aula e nos deveres de casa.

A partir do momento em que ela conta com um apoio para superar tais dificuldades, naturalmente se sentirá mais motivada.

Deve-se levar em consideração que nas aulas de reforço escolar, a interação é mais próxima, permitindo que o estudante possa tirar dúvidas específicas sobre as partes do conteúdo que ela demonstra dificuldade de forma mais específica.

Ensinar no ritmo do estudante

Muitas vezes, quando a criança enfrenta algum tipo de dificuldade, ele não consegue acompanhar o ritmo dos outros estudantes, principalmente nas disciplinas em que ele naturalmente já possui mais dúvidas.

Por essa razão, o reforço escolar vem como uma alternativa para que ele aprenda no seu ritmo.

Como vai ser adaptado para as suas particularidades e de acordo com os temas em que mais há dificuldade, o professor terá a possibilidade de passar pelo conteúdo de forma individualizada.

A partir do momento em que a aula é no ritmo do estudante e ele consegue aprender sobre os temas em que mais têm dúvidas, vai desenvolver a sua autoconfiança
Créditos: Banco de imagens | iStock @FG Trade
A partir do momento em que a aula é no ritmo do estudante e ele consegue aprender sobre os temas em que mais têm dúvidas, vai desenvolver a sua autoconfiança
Mais autoconfiança

Esse tópico está diretamente ligado ao anterior. A partir do momento em que a aula é no ritmo do estudante e ele consegue aprender sobre os temas em que mais têm dúvidas, vai desenvolver a sua autoconfiança.

Entre os diferenciais que isso traz para a sua rotina, além de conseguir assimilar os conceitos com mais facilidade, estão:

    • maior interação das crianças com os seus colegas de classe;
    • menor dificuldade de acompanhar as aulas e a evolução dos conteúdos;
    • maior interesse do estudante nas tarefas e outras atividades propostas pelo professor.
Veja também:

Como oferecer reforço escolar?

Agora que você já conhece alguns dos principais diferenciais, chegou o momento de darmos algumas dicas para que o reforço escolar seja realizado de forma eficaz. Confira!

Entenda as dificuldades da criança

Se você vai oferecer reforço escolar, precisa inicialmente entender quais são as dificuldades do estudante.

Se ele manda muito bem na área de exatas, mas tem dificuldades na área de humanas, por exemplo, não faz sentido que o reforço esteja focado nas atividades de Matemática, as quais ele domina.

Da mesma forma, se a criança consegue fazer as atividades de uma disciplina sozinha, ter alguma dificuldade em alguns momentos faz parte e fortalece a sua autoestima, caso ela consiga de forma proativa buscar o conhecimento e resolver a tarefa.

Ou seja, o reforço escolar não deve ser a opção sempre que há algum tipo de dificuldade, e sim quando realmente a criança não consegue compreender os conceitos inerentes a determinado conteúdo, depois de efetivamente tentar fazer isso.

Por isso, é importante dialogar com a criança. Entenda quais são aquelas atividades em que ela mais tem dúvida, se essa dúvida é realmente pela dificuldade do conteúdo envolvido ou se existe alguma trava por parte dela, quais são as matérias em que ela possui maior facilidade, entre outros pontos.

O acompanhamento das tarefas e a contínua análise do seu desempenho são fundamentais para avaliar em quais momentos o reforço escolar é efetivamente uma opção.

O reforço escolar deve ser enxergado como uma atividade igual às outras que a criança faz na escola. Se ela começa a se ausentar desses momentos, a efetividade de tal recurso será prejudicada
Créditos: Banco de imagens | iStock @Lordn
O reforço escolar deve ser enxergado como uma atividade igual às outras que a criança faz na escola. Se ela começa a se ausentar desses momentos, a efetividade de tal recurso será prejudicada
Valorize a rotina

O reforço escolar, quando ocorre, deve ser enxergado como uma atividade igual às outras que a criança faz na escola. Se ela começa a se ausentar desses momentos, a efetividade de tal recurso será prejudicada.

Por isso, é importante que sempre se respeite os horários do reforço, a não ser que algum imprevisto aconteça.

Quanto mais a criança transformar o estudo em um hábito contínuo, maior será a possibilidade dela se dedicar a sua própria aprendizagem e, consequentemente, terá menos dificuldades ao longo do processo.

Exemplo: suponhamos que a criança passe a parte da tarde nas atividades curriculares. O ideal seria que a parte da manhã fosse utilizada para o reforço, quando necessário, com o cuidado de inserir um período de descanso entre o horário de almoço e o início das atividades.

Lembre-se sempre de que também é interessante que os pequenos tenham seus momentos de diversão e brincadeira, pois isso vai influenciar na forma como eles absorvem o conteúdo nas aulas.

Reforço escolar em grupo

Um tópico que também pode ser uma alternativa para aplicar o reforço escolar para a criança está relacionado à prática do ensino em grupo.

Se a sua região contar com esse tipo de prática, é interessante reunir pessoas que tenham dificuldades similares para que se tenha um ambiente colaborativo e estimulante.

Exemplo: quatro crianças que têm dificuldades com o português podem estar no reforço juntas. Certamente, isso vai ser um fator motivador, pois haverá trocas entre eles e até mesmo um pode ajudar o outro durante o processo de aprendizagem.

Gostou de saber mais sobre o reforço escolar, seus diferenciais e dicas sobre quando e como iniciá-lo? Então, que tal conferir mais conteúdos como este e contribuir para um melhor e maior desenvolvimento integral dos seus filhos? Então, acesse o blog Novos Alunos e descubra!

Veja também:

Grupo SEB

Além do blog, que trata sobre assuntos como educação bilíngue, período integral, ensino médio, vestibulares e Enem, você pode acompanhar o conteúdo do SEB por meio da página no Facebook , no perfil no Instagram e no canal do Youtube. Você também pode assinar a newsletter para receber conteúdo por e-mail.