Escola a pé: veja dicas para organizar caminhadas coletivas

Com o trânsito das grandes cidades, levar as crianças para a escola de carro ou adotar transporte público ou escolar para essa tarefa nem sempre é fácil. O que acaba acontecendo é que os pequenos passam longas horas dentro dos veículos e nem sempre têm o melhor contato com a cidade.

Por isso, organizar caminhadas coletivas para conduzir crianças até a escola pode ser uma ação transformadora, que não só agiliza o transporte como proporciona outra vivência com a rua, a natureza e com os colegas, criando um senso de comunidade.

De acordo com o site Cidades Educadoras, a ideia de promover a condução a pé das crianças para a escola surgiu na Austrália em 1991. E, desde então, tem rendido frutos no mundo todo.

No Brasil, uma dessas manifestações é o Carona a Pé, criado pela professora Carolina Padilha em 2015, como um “movimento que deseja despertar adultos e crianças para a importância de caminhar e construir uma nova relação com a cidade onde vivem”, conforme diz o site.

Caminhar até a escola pode ser educativo e criar senso de comunidade

Para quem deseja se inspirar e criar caminhadas coletivas no seu bairro, veja algumas orientações:

  •  Rotas

Primeiro, junte os pais interessados em aderir ao projeto. Depois, considerando os endereços de cada um e o da escola, defina as rotas de caminhada.

  •  Distância

Segundo o site Cidades Educadoras, o trajeto total deve ter até 1 quilômetro.

  • Segurança

Na frente e no final da fila de crianças é preciso ter um acompanhante, como pai, avô ou professor. Usar coletes com refletores também é uma boa dica para não perder ninguém de vista.

  •  Organização

Os pais devem estar bem integrados, por meio de reuniões e grupos de mensagens por celular, a fim de comunicar atrasos e problemas.

  • Conduta

É fundamental estar atento para não ocupar toda a calçada, não correr e manter uma fila organizada.

  • Sem medo de chuva

Com capas e guarda-chuva, o deslocamento a pé funciona até em dias cinzentos.

Leia mais:

Compartilhe:

1 / 8
1
04:53
Netflix e KondZilla lançam ‘Sintonia’, da periferia para o mundo
KondZilla tem razão quando afirma: "A favela venceu". “Sintonia”, a nova série da Netflix, prova isso. A ideia original é dele …
2
04:21
Sinais que indicam problemas no estômago
Ter tosse seca pode ser um sinal que o seu estômago não vai muito bem. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …
3
03:43
O estrago de Frota é maior que o Bolsonaro poderia acreditar
Após ser expulso do PSL, o deputado federal Alexandre Frota confirmou sua filiação ao PSDB, partido de João Doria, governador …
4
03:03
Câmara aprova projeto de lei sobre abuso de autoridade
A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que define quais situações configuram abuso de autoridade. Agora, o texto …
5
04:07
Um pedido de desculpas à Angela Merkel pelas ofensas de Bolsonaro
Depois de dizer a um repórter que ele deveria fazer cocô dia sim, dia não para preservar o meio ambiente, …
6
03:26
Mortes provocadas pelo fim dos radares deveriam ter nome de Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro determinou nesta quinta-feira, 15, a suspensão dos radares de fiscalização de velocidade móveis em rodovias federais …
7
04:56
‘Risk’, na Netflix, vaza a imagem não autorizada de Julian Assange
Será que, em um ato de coragem, você arriscaria sua própria liberdade para trazer à tona realidades que manipulam a …
8
07:44
Saiba tudo sobre os métodos anticoncepcionais
Prevenção é essencial quando o assunto é relação sexual. Hoje, há outros modos de prevenção que vão além da pílula e …