Estudantes podem visitar o Museu da Língua Portuguesa em primeira mão

E em um sábado por mês, a partir do 28 de março, as visitas também serão abertas ao público em geral!

Por: Redação

Segura a emoção! A gente já sabe que o Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, vai reabrir a partir de junho de 2020, mas estudantes e professores das escolas da cidade poderão visitá-lo ANTES em primeira mão! E a entrada será gratuita.

As visitas mediadas aos bastidores da reconstrução do museu começam nesta quinta-feira, 12 de março, quando é lançada a nova etapa do programa educativo Escola, Museu e Território. As atividades rolam durante a fase de montagem da exposição principal, até 28 maio.

Crédito: Cleo Velleda/Governo de SPMuseu da Língua Portuguesa, na Estação da Luz

O museu vai receber crianças e jovens estudantes de escolas (com prioridade para as escolas da região do centro) com agendamento prévio. Também haverá visitas mediadas para estudantes de EJA (Educação de Jovens e Adultos), pessoas atendidas pelos serviços de assistência social e de saúde, além de moradores e trabalhadores do bairro da Luz e Bom Retiro!

O programa educativo tem como tema a “Chegança”, ato de preparar a chegada, em referência à proximidade da reinauguração. As atividades para as escolas vão conectar crianças e jovens ao conteúdo renovado do museu, propondo interações com a narrativa da exposição principal por meio de atividades lúdicas, e serão segmentadas por faixas etárias (educação infantil, ensino fundamental e ensino médio). Confira toda a programação no site oficial.

Abertura ao público em geral

E em um sábado por mês, a partir do 28 de março, as visitas também serão abertas ao público em geral! Nessa ocasião, a atividade relaciona temas da exposição principal do Museu da Língua Portuguesa à diversidade linguística do entorno da Estação da Luz e vai contar com integrantes das comunidades migrantes que vivem na região.

Novidades do museu

Desde o término das obras, em dezembro de 2019, está em curso a implantação da museografia. O museu terá experiências inéditas, como “Línguas do Mundo”, que destaca 20 das mais de 7 mil línguas faladas hoje no mundo; “Falares”, que traz os diferentes sotaques e expressões do idioma no Brasil; e “Nós da Língua Portuguesa”, que apresenta a diversidade cultural da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Serão mantidas as principais experiências como a instalação “Palavras Cruzadas”, que mostra as línguas que influenciaram o português no Brasil; e a “Praça da Língua”, espécie de “planetário do idioma” que homenageia a língua portuguesa escrita, falada e cantada, em um espetáculo imersivo de som e luz.

O Museu da Língua Portuguesa estava fechado desde dezembro de 2015, quando foi parcialmente destruído por um incêndio de grandes proporções.