Governo da Nova Zelândia dá bolsas de estudo para brasileiros

Por: Redação

Se você está em busca de uma oportunidade de estudar no exterior, aqui pode estar a sua chance! O governo da Nova Zelândia vai abrir inscrições para bolsas de estudo em cursos de pós-graduação, mestrado e doutorado. No total, são 14 bolsas disponíveis.

Aos interessados em explorar a Oceania, as vagas são para áreas como agricultura e energias renováveis. O New Zealand Development Scholarships oferta cursos com temporadas que vão de seis meses a quatro anos. A bolsa cobre a viagem internacional, seguro saúde, mensalidades e um subsídio mensal para custeio de vida.

iStock/filipefrazao
Crédito: Getty Images/iStockphotoInscrições para bolsas na Nova Zelândia vão até 30 de março de 2017

Ao ser selecionado, o bolsista precisa ter até 39 anos, ter trabalhado por pelo menos um ano na área, comprovar proficiência e comprometer-se a retornar ao Brasil por pelo menos dois anos para colocar em prática o que aprendeu.

A lista de instituições que oferecem as bolsas pode ser conferida aqui. A seleção inclui as oito universidades espalhadas pelo país – todas fazem parte do ranking QS 2016/2017 de melhores do mundo – e ainda institutos politécnicos. As opções são muitas e localizadas em cidades como Dunedin, Wellington, Christchurch, Auckland, entre outras.

De acordo com Caroline Bilkey, Embaixadora da Nova Zelândia no Brasil, o New Zealand Development Scholarships é financiado pelo New Zealand Aid Programme, um programa do governo que custeia iniciativas internacionais, a cargo do Ministério de Assuntos Internacionais e Comércio da Nova Zelândia.

Além do Brasil, pessoas que moram na Argentina, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru e Venezuela podem se candidatas às vagas. Outras regiões como Ásia, Caribe e África também participam do programa.

As inscrições vão de 16 de fevereiro até 30 de março de 2017. Clique aqui para se inscrever. Para mais informações sobre o programa acesse o site do governo neozelandês.

Compartilhe: