CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Anitta é internada com trombose em São Paulo

Cantora, de 27 anos, ficará internada para passar por procedimento

Por: Redação

Anitta deu um susto em seus fãs nesta quinta-feira, 25, ao ser internada no Hospital Vila Nova Star, da Rede D’Or, em São Paulo (SP). Aos 27 anos de idade, a cantora foi diagnosticada com trombose em uma de suas pernas.

anitta
Crédito: Reprodução/Instagram Anitta gravou stories na cama de hospital

A assessoria de imprensa da artista confirmou a informação e garantiu que ela passa bem e seu quadro é reversível.

Contudo, segundo comunicado, Anitta precisará ficar internada para fazer um procedimento adequado para o tratamento. Agora, a cantora está em observação e a previsão de alta é para a próxima sexta-feira, 26.

Por meio das redes sociais, a famosa tranquilizou seus admiradores: “Eu estou no hospital, internada, mas estou bem e terei alta amanhã. Eu tive uma trombose, que já começou a ser tratada. Quem sabe o que é essa doença, sabe o perigo. Então, sem vibe ruim, tá, gente?! Estou bem, está tudo certo”.

TIPOS DE TROMBOSE

Existem dois tipos de trombose: a arterial – relacionada um coágulo sanguíneo que se ocorre em uma artéria; e a venosa – por coágulos que ocorrem em uma veia.

Dentro desta categoria podemos destacar a trombose venosa profunda (TVP), por ser a mais comum, seguida pela embolia pulmonar. Os locais mais comuns para a formação de coágulos, neste caso, são as pernas.

O QUE É?

A trombose venosa profunda (TVP) é a formação de um coágulo de sangue, chamado de trombo, dentro de uma artéria ou veia. É uma condição que acontece mais frequentemente nas veias das pernas e da pelve.

A coagulação do sangue é uma reação natural do corpo humano a cortes e tem o objetivo de estancar o sangramento e evitar hemorragias. Porém, em certas situações, acontece a formação de coágulos sem que haja um ferimento e isso pode trazer riscos para a saúde.

Por serem estruturas sólidas e moles, os coágulos podem se soltar da veia onde se formaram e percorrer a circulação sanguínea de volta para o pulmão, onde podem obstruir outras veias, causando a embolia pulmonar, uma condição grave e que pode levar à morte. Também é possível que esses coágulos se alojem em veias de outros órgãos, como cérebro e coração.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.