CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Após acusação de violência, Karen Bachini relata agressão de Fred Elboni

Dora Figueiredo revelou que foi assediada pelo escritor

Por: Redação

Após o pronunciamento de Suzanne Riediger, que acusou Fred Elboni de agressão, Karen Bachini compartilhou um relato pelo Twitter, contando que também foi vítima do escritor no passado. A influencer relatou que o caso aconteceu há anos, em uma viagem que fez junto com um grupo de influenciadores.

fred elboni acusado de agressão
Crédito: Reprodução/Instagram Fred Elboni foi acusado de agressão por Suzanne (à esquerda) e Karen (à direita)

Karen pontuou que, em uma das primeiras noites da viagem, todos beberam, se divertiram e depois voltaram para seus quartos do hotel. Ela contou que, durante a madrugada, Fred havia começado a gritar e bater em todas as portas do hotel.

“Isso me deixou muito nervosa porque, né, quem faz isso? Eu e uma amiga da viagem estavámos conversando no whatsapp e eu expressei essa preocupação pra ela e disse que ia abrir a porta do meu quarto pra ver se esse menino se acalmava lá dentro”, declarou.

Após deixar o escritor entrar em seu quarto, Karen contou que ele tentou beijá-la e depois a agrediu com mordidas no braço e na perna.

“Daí, ele ficou ali deitado e eu sentei na cama e voltei a escrerver o meu texto importante. Daí ele falou que achou um erro de português no meu blog e me mordeu no braço(?). Dai eu falei, ‘cara, pára, isso não é legal, me machucou’. Eu coloquei um travesseiro pra proteger meu braço e pedi pra ele parar. E ele ficou insistindo que tinha um erro de português ali, e me mordeu mais duas vezes na perna”, relatou.

Karen publicou fotos das mordidas que teria recebido de Elboni no dia. Foi quando Dora Figueiredo resolveu se manifestar e contar que também foi vítima de Fred, mas, não de agressão. De assédio.

“Já ouvi tantas histórias desse cara que já não tem nenhuma opção pra mim de ele ser inocente. Tem agressão com foto até, tem traição, tem abuso psicológico claro. Ficava olhando pras pessoas babando ovo dele e, p***. O que eu posso falar por mim é que ele claramente deu em cima de mim quando estava ‘casado’ e eu também estava. Adendo: a mina que eu saiba estava grávida ou com filho pequeno. Fiquei com tanto nojo que fiz a desentendida e parei de seguir”, escreveu a youtuber.

ENTENDA O CASO

Suzanne Riediger publicou em seu perfil no Instagram, na noite da última terça-feira, 30, que o ex-namorado, o escritor Fred Elboni, teria a agredido na época em que eles estavam juntos. A moça afirmou que ele quase teria a jogado da janela do 10º andar do prédio onde estavam.

Como você ver no vídeo abaixo:

Fred, por sua vez, se defendeu das acusações:

Tipos de violência contra a mulher:

1. Violência Física

Causa danos ao corpo da vítima, os danos podem ser causados através de socos, tapas, chutes, amarrações, etc. Em 2006 foi criada a Lei Maria da Penha que tem o propósito de diminuir a violência doméstica e familiar contra a mulher. São registradas mais de 50 ligações por dia, mas é de conhecimento que o número de casos de violência física contra a mulher é muito maior e que muitas acabam não denunciando seus agressores por medo e por vergonha.

2. Violência Psicológica

Continue lendo aqui: Violência contra a mulher: conheça os tipos e como denunciar

Campanha #ElaNãoPediu

Nenhuma mulher “pede” para apanhar. A culpa nunca é da vítima. A campanha #ElaNãoPediu, da Catraca Livre, tem como objetivo fortalecer o enfrentamento da violência doméstica no Brasil, por meio de conteúdos e também ao facilitar o acesso à rede de apoio existente, potencializando iniciativas reconhecidas.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.