BBB20: Pyong é investigado pela polícia por acusações de abuso

Na última festa dentro da casa, o hipnólogo protagonizou cenas de assédio contra Flayslane e Marcela

Por: Redação

O hipnólogo Pyong Lee, participante do Big Brother Brasil 20 (BBB20) está sendo investigado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro por acusações de abuso sexual dentro do reality da TV Globo. As informações foram obtidas pelo portal UOL.

bbb20 pyong polícia abuso
Crédito: Reprodução/TVGloboBBB20: Pyong é investigado pela polícia por acusações de abuso

“De acordo com informações da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá, foi realizado um registro para apurar os fatos veiculados na mídia”, informou a assessoria da Polícia Civil para o portal.

Na noite de sábado, 8, Pyong (Camarote) decepcionou o público que acompanhava o programa pelo Globo Play. Durante a festa que rolava na casa, o ilusionista assediou duas participantes. Em uma das situações, enquanto dançava com Flayslane (Pipoca), ele passa a mão no bumbum dela. Em outro momento, tenta beijar Marcela (Pipoca).

A atitude de Pyong logo virou o assunto mais comentado nas redes sociais, o que também motivou os internautas a pedirem sua expulsão. As hastags #ForaPyong e #PyongExpulso estavam entre as mais usadas no Twitter até a manhã do domingo, 9.

Formas comuns de assédio em espaços públicos

  • Ofensas, dizeres ou gestos ofensivos/inapropriados;
  • Tocar, apalpar, segurar, forçar beijo, segurar o braço, impedir a saída;
  • Colocar mão por dentro da roupa da vítima sem consentimento, iniciar ou consumar ato sexual sem consentimento. Embora seja comumente considerado como assédio, esse tipo de ato caracteriza o crime de estupro. Desde a reforma do Código Penal nesse crime, realizada em 2009, também se caracterizam como estupro outros atos libidinosos — ou seja, o crime de estupro pode ser configurado mesmo sem penetração.

Como agir em caso de assédio sexual

Como denunciar? Qualquer assédio contra a mulher pode ser denunciada pelo número 180. A denúncia pode ser feita de forma anônima e é importante fornecer a maior quantidade de informações possíveis para que haja material suficiente para uma investigação e possível responsabilização do agressor. O fato da denúncia ter sido feita pelo 180 não impede que a vítima vá até uma delegacia fazer um boletim de ocorrência também.

Acompanhe a página especial do BBB20 na Catraca Livre e fique por dentro de tudo que rola na casa mais vigiada do Brasil!