CNN demite Leandro Narloch após comentários homofóbicos

Comentarista deu declarações associando a população homossexual à promiscuidade

Por: Redação

Leandro Narloch não faz mais parte do time de comentaristas da CNN Brasil. O conselho da emissora decidiu demiti-lo após os comentários que o profissional fez associando a população homossexual à promiscuidade.

Leandro Narloch
Crédito: Reprodução/CNN BrasilLeandro Narloch na CNN Brasil

De acordo com o colunista Fefito, do Uol, o jornalista está fora de todos os telejornais da emissora e ainda não há definição sobre o substituto para o posto.

Leandro Narloch causou revolta no público depois de usar termos como “opção sexual”, restringir a contaminação por HIV à população homossexual e associá-la à promiscuidade.

Os internautas o acusaram de homofobia, mas ele negou e chegou a dizer que existe, sim, “opção sexual”, apesar de ele “não ter certeza”.

Ainda de acordo com a publicação, a CNN Brasil confirmou a demissão e enviou nota.


Homofobia é crime!

Desde junho de 2019, o Supremo Tribunal Federal decidiu que o crime de homofobia deve ser equiparado ao de racismo.

Os magistrados entenderam que houve omissão inconstitucional do Congresso Nacional por não editar lei que criminalize atos de homofobia e de transfobia. Por isso, coube ao Supremo aplicar a lei do racismo para preencher esse espaço.

Entretanto, apesar da notícia positiva, poucos LGBT sabem o que podem fazer caso sejam vítimas de algum crime do tipo. Para mais informações, clique aqui.

Compartilhe: