Ex-BBB Marcela culpa frases distorcidas após acusações de racismo

Médica disse que não pode ser responsabilizada por fake News

Por: Redação

Eliminada do Big Brother Brasil (BBB20), da Globo, Marcela Mc Gowan ficou surpresa com a leitura que tinha do jogo e de como o programa foi passado pelo público. Ao saber que foi acusada por soltar declarações racistas, a médica se defendeu dizendo que suas falas foram distorcidas.

marcela bbb20
Crédito: Reprodução/InstagramEliminada do BBB20, Marcela lamentou frases descontextualizadas sobre racismo

“Algumas falas que apontaram eu vi que foram tiradas fora do contexto, como a que eu teria dito que iria colocar o Babu no VIP para limpar a cozinha, por exemplo, sendo que eu só disse que ia dar muito conflito. Acho que a fala foi totalmente distorcida. Fui acusada de ser uma pessoa racista, eu comentei dentro do programa: como coletivo, a gente é uma sociedade racista. O que posso dizer é que nunca tive nenhuma atitude intencional dentro da casa. Tentei o tempo todo me policiar com relação a isso”, declarou ao jornal Extra.

Apesar disso, a ex-sister pediu desculpas caso tenha dito algo não intencional: “Mas se mesmo assim algo que eu disse incomodou alguém, eu só tenho que pedir perdão porque a pessoa é quem pode me dizer se isso machucou ela ou não. Mas eu quero que as pessoas me perdoem por coisas que eu realmente disse, não por fake news”.

Ao ser questionada sobre o envolvimento com Daniel dentro do reality show, Marcela agora entende que ao mesmo tempo em que ele lhe deu forças para continuar no jogo, a prejudicou também.

“Foi tudo tão maluco que primeiro eu preciso me inteirar de tudo, ouvir o que minha família tem para me dizer, e conversar com ele. Não tenho a menor noção do que esperar de um relacionamento com o Daniel, talvez eu tenha que comprar uma máquina de estalecada (risos)”, finalizou.

Como denunciar racismo

Racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89 e deve sempre ser denunciado, mas muitas vezes não sabemos o que fazer diante de uma situação como essa, nem como denunciar, e o caso acaba passando batido.

Para começar, é preciso entender que a legislação define como crime a discriminação pela raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional, prevendo punição de 1 a 5 anos de prisão e multa aos infratores.

A denúncia pode ser feita tanto pela internet, quanto em delegacias comuns e nas que prestam serviços direcionados a crimes raciais, como as Delegacias de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), que funcionam em São Paulo e no Rio de Janeiro.

No Brasil, há uma diferença quando o racismo é direcionado a uma pessoa e quando é contra um grupo. Confira aqui a diferença e saiba quando se deve denunciar uma atitude racista.

Acompanhe a página especial do BBB20 na Catraca Livre e fique por dentro de tudo que rola na casa mais vigiada do Brasil!