CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Ex-Paquita Ana Paula se defende após forjar agressão de ex-marido

Pituxita disse que se machucou por estar com nojo de si e assumiu o erro

Por: Redação

Ana Paula Almeida resolveu mudar de vida, dois meses após acusar o então marido, José Roberto Barbosa, de agressão, e admitir que parte dos ferimentos foram forjados por ela.

A ex-paquita Pituxita assumiu o erro depois de ser criticada por familiares e até desconhecidos, e tirou uma conclusão do episódio.

Crédito: Reprodução/InstagramAna Paula Almeida desabafou após episódio polêmico com ex-marido

“Fiquei duas semanas mal. Dormia pouco e quase não comia. Passei por um furacão que devastou a minha vida e aí eu resolvi enfrentar os medos, encarar os erros para me transformar em uma pessoa melhor […]”, declarou ao “Notícias da TV”.

Pituxa disse ainda que a repercussão negativa da polêmica a fez perder 24kg e mudar de vida.  “Recebi muito apoio de amigos e ajuda de especialistas. Estou estudando, me cuidando fisicamente, me fortalecendo mental e espiritualmente para ajudar as mulheres que passaram e, muitas ainda passam, por traumas como o meu, a agressão de um companheiro”, completou.

Sobre os rumores de que teria brigado com Xuxa Meneghel e outras ex-Paquitas após o caso, Ana Paula negou: “Não houve briga, não aconteceu nada. Tenho uma amizade de muitos anos com a Xuxa e ela sempre vai ser muito especial na minha vida […] Eu me afastei de algumas pessoas porque quis ficar em paz”.

Em entrevista ao “SuperPop”, da RedeTV!, na época, Ana Paula Almeida revelou que era vítima de agressão verbal por parte do ex-marido há anos, porém nunca quis tornar a situação pública.

Após alegar que foi atirada a tijolos, a ex-Paquita resolveu se manifestar. Foi quando ela causou mais ferimentos dos que o empresário teria feito contra ela.

“Ele me jogou nos tijolos. Chegou num nível que não tinha mais respeito das duas partes. Eu comecei a ficar em pânico, estava com ódio de mim. Peguei a minha unha e comecei a me rasgar. Quando eu vi que estava arranhada do tijolo, rasguei ainda mais. Eu estava querendo me arranhar, estava com nojo de mim. Quando ele voltou e viu aquela situação, falou: ‘Você é louca, eu não fiz nada disso’. Ele já tinha me agredido, eu não precisava me rasgar. Eu fui me machucando porque estava com ódio de mim. No dia que fiz o corpo de delito devia ter falado que também me rasguei. Esse foi meu erro, mas fiquei com medo”, explicou.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.