Últimas notícias:

Loading...

Inteligência Artificial poderá superar a capacidade de raciocínio do ser humano?

Promovido por Leão Fuze

Por: Publi

Vira e mexe a ficção científica imagina como seria o nosso convívio com robôs dotados de Inteligência Artificial. Nos diversos livros de Isaac Asimov, na trilogia “Matrix”, os filmes do Exterminador do Futuro, e em “2001 – Uma Odisseia no Espaço”, a coisa realmente fede pro nosso lado. Ao invés de criadores, nos tornados vítimas dessas criações e aí já viu, é aquele deus nos acuda contra as máquinas.

Mas e aí, qual é a real por trás desta questão? Olha, ainda estamos um pouco longe da tecnologia necessária para criar uma Inteligência Artificial de verdade. Há dois exemplos que se aproximam disso e podem nos dar algumas pistas. O Deep Blue, supercomputador da IBM, venceu o super enxadrista Garry Kasparov em 1997 na mais notável queda de braço entre um ser humano e uma máquina até aquele momento. Mas logo veio a galera do deixa disso com seus diversos baldes d’água explicando que a vitória do Deep Blue não significava grande coisa já que o xadrez é um jogo extremamente matemático, ciência que favorece a aptidão lógica de um computador. Ok Ok.

Corta para 2011. Mais uma supercomputador da IBM, desta vez chamado de Watson, desbanca os dois melhores jogadores de Jeopardy, um game show da TV americana. Aqui o feito é mais complexo pois a tal máquina tinha que entender perguntas aletórias e incomuns como: “Esse objeto, mesmo quando quebra, está certo duas vezes por dia. Qual é o objeto?”. A resposta correta “um relógio” foi dada sem que o computador pudesse consultar nada na internet.

Para chegar a conclusão o Watson teve acesso apenas a um arquivo de milhares de livros e enciclopédias – inclusive a Wikipedia, que estavam armazenados em sua memória. Assustador não? Mais ou menos, se levarmos em consideração que ele errou perguntas bem simples como qual categoria da elite do automobilismo tem o nome de uma tecla de computador. A resposta correta “F-1” foi trocada por “Nascar”. Falha mais dos programadores do que da máquina, já que a Fórmula 1 é totalmente ignorada nos Estados Unidos.

 

Apesar dos dois casos apenas ilustrarem que ainda é necessário uma mente por trás da programação de um computador para que ele pareça genial, esta ideia está com os dias contados. Segundo Ray Kurzweil, um dos mais célebres especialistas em Inteligência Artificial e autor do livro “How to Create a Mind” (Penguin, 2012), a humanidade criará a primeira forma de inteligência artificial equiparada à do ser humano em 2029. Parece profecia de Nostradamus, mas passa longe disso. Kurzweil chegou a essa data cruzando diversas estatísticas e projeções matemáticas sobre a evolução da capacidade de processamento.

Ainda segundo Kurzweil em 2045 a humanidade alcançará a “singularidade tecnológica“. O nome que faz referência ao que acontece no interior de um buraco negro, na verdade quer dizer que neste ano um único computador será mais inteligente que toda a humanidade. Isso mesmo, some a minha inteligência, a sua e a de todo mundo que você conhece que ela não chegará aos pés da capacidade de raciocínio deste supercomputador.

Ficou com medo? Não tenha vergonha de assumir, afinal nomes como Bill Gates e Stephen Hawking possuem este mesmo sentimento. Mas como isso tudo é apenas uma projeção e você ainda não precisa ter uma DR com seu smartphone para poder usá-lo aproveita e dá uma boas risadas com esse vídeo cheio de trapalhadas robóticas.

Daha olamamış robotlar :)

Posted by Virgin Radio Türkiye on Segunda, 16 de fevereiro de 2015

Compartilhe:

Tags: #Bebida