Últimas notícias:

Loading...

Jornalista afirma que não mudou por causa da retomada do Talibã

"Eu sempre usava lenço na cabeça nas ruas de Cabul anteriormente, embora não com o cabelo totalmente coberto e abaya", escreveu Clarissa

Por: Redação

Após viralizar no mundo ao aparecer com roupas diferentes, jornalista diz que não mudou o visual por conta da retomada do Talibã. Desde o último domingo, 15, Clarissa Ward, de 41 anos, correspondente da CNN no Afeganistão, faz entradas ao vivo para dar as atualizações diárias sobre o que está acontecendo em Cabul. Internautas perceberam que ela estava com roupa típica do país e assimilaram a “mudança” à retomada de poder do grupo afegão.

Jornalista afirma que não mudou por causa da retomada do Talibã
Crédito: Reprodução/CNNJornalista afirma que não mudou por causa da retomada do Talibã

Clarissa explicou que, na verdade, fora de ambientes privados, ela sempre utilizou a vestimenta local, mesmo que os cabelos ficassem para fora.

“Este meme é impreciso. A foto de cima está dentro de um complexo privado. A parte inferior está nas ruas do Talibã, realizada em Cabul. Eu sempre usava lenço na cabeça nas ruas de Cabul anteriormente, embora não com o cabelo totalmente coberto e abaya. Portanto, há uma diferença, mas não tanto assim”, disse.

Cobertura no Afeganistão

Em uma de suas entradas ao vivo, enquanto estava dentro de em um prédio, a jornalista afirmou que viu alguns colegas de profissão fugirem às pressas com medo da morte. O âncora americano da CNN, Brian Stelter, demonstrou preocupação com a repórter. No entanto, ela mesma o tranquilizou. “Está tudo bem, estamos bem”, disse ela.

Apesar do risco que está correndo, essa não é a primeira vez que Clarissa está a frente de coberturas complexas. Clarissa também já foi correspondente da CNN em Pequim, na China e Moscou, na Rússia.

Compartilhe:

Tags: #Feminismo #TV