Maisa Silva revela trauma por ser chamada de monstro pelo Pânico

Apresentadora do SBT sofreu bullying na escola por causa do quadro de Eduardo Sterblitch

Por: Redação

Maisa Silva revelou que desenvolveu traumas em sua infância por conta do quadro “Malisa, Menina Monstro”, do extinto programa “Pânico”, em entrevista ao “Provocações”, da TV Cultura.

“Ficava triste porque conhecia o pessoal e sabia que era uma brincadeira, mas meus amiguinhos da escola não entendiam”, desabafou.

Crédito: Reprodução/Youtube e RedeTV!!Maisa Silva hoje em dia e Eduardo Sterblitch caracterizado como a Menina Monstro

Ao ser questionada por Marcelo Tas se já sofreu bullying, a apresentadora contou que odiava ser provocada pelos colegas por causa das piadas exibidas no “Pânico”.

Maisa cala o machismo com post do Dia Internacional da Mulher

“O pessoal da minha escola começou a assistir o programa e falavam ‘não encosta nela, é a menina monstro, ela vai te morder!’ e eu tinha uns sete anos”, completou.

Para quem não acompanhava, na época em que o quadro era um sucesso, a atriz era bem pequena, usava cachos no cabelo e apresentava o “Bom Dia & Cia”, no SBT. Devido a sua desenvoltura em frente às câmeras e os micos que cometia ao lado de Silvio Santos, o humorístico achou de bom tom caracterizar Eduardo Sterblitch com roupas semelhantes a de Maisa e dar um ar mais agressivo à personagem.

Apesar disso, a adolescente garantiu que tinha uma boa relação com os comediante envolvidos no quadro: “Eu conhecia o Emílio (Surita, apresentador), o Edu (Sterblitch), e eu não via maldade”.

Confira a entrevista completa abaixo:

Compartilhe: