Últimas notícias:

Loading...

Netflix: confira 7 filmes com histórias de mulheres reais

Por: Fábio Freire
Reprodução / Netflix
Em cada filme, uma grande atriz interpretando uma grande mulher

Aproveitando o final de março, Mês da Mulher aqui no Catraca Livre, decidimos listar algumas filmes disponíveis na Netflix que contam histórias reais de mulheres inspiradoras. Algumas delas enfrentaram o governo e o sistema ou entraram para a história por terem realizado feitos surpreendentes. Em cada filme, uma grande atriz interpretando uma grande mulher. Confira:

Reprodução / Netflix
Rachel Weisz é Kathryn Bolkovac

A Informante, com Rachel Weisz

O longa conta a história da policial Kathryn Bolkovac, que investigou e descobriu um esquema de exploração sexual de mulheres pelos próprios oficiais da ONU, na Bósnia-Herzegovina, depois da guerra dos Bálcãs. A policial foi demitida depois que fez a denúncia. Em 2015, ela foi indicada para o Prêmio Nobel da Paz.

Reprodução / Netflix
Emily Watson é Margaret Humphreys

Laranjas e Sol, com Emily Watson

Margaret Humphreys é uma assistente social que desmarcarou um dos maiores escândalos sociais recente da história da Grã-Bretanha: a prática organizada de deportação forçada de crianças órfãs e pobres para a Austrália e outras colônias inglesas. A assistente social conseguiu, depois de muita luta, reunir várias dessas crianças já adultas com seus pais verdadeiros.

Reprodução / Netflix
HIlary Swank é Amelia Earhart

Amelia, com Hilary Swank

Pouco conhecida no Brasil, Amelia Earhart é uma das maiores lendas femininas dos Estados Unidos por ser a primeira mulher a atravessar o Oceano Atlântico pilotando um avião. Pioneira da aviação e defensora dos direitos das mulheres, a piloto desapareceu no Oceano Pacífico em meio a uma tentativa de voar ao redor do mundo em 1937.

Reprodução / Netflix
Cate Blanchett é Mary Mapes

Conspiração e Poder, com Cate Blanchett

Produtora do famoso programa de TV “60 Minutos”, a jornalista Mary Mapes foi demitida pela rede CBS em 2005 depois de uma série de reportagens controversa que utilizava documentos não-oficiais que questionavam o passado militar do então presidente dos Estados Unidos, George W. Bush.  O filme narra a luta da jornalista para provar a veracidade dos documentos.

Reprodução / Netflix
Naomi Watts é Valerie Plame

Jogo de Poder, com Naomi Watts

Em 2003, a Valerie Plame teve sua identidade de agente disfarçada da CIA supostamente vazada pelo governo como vingança por seu marido, o embaixador Joseph C. Wilson, ter escrito um polêmico artigo opinativo criticando a administração do então presidente dos Estados Unidos, George W. Bush. Após o vazamento da identidade, a agente foi demitida pela organização.

Reprodução / Netflix
Melissa Leo é Madalyn Murray O´Hair

A mulher mais odiada dos Estados Unidos, com Melissa Leo

Produção original da Netflix, o filme conta a história da advogada Madalyn Murray O´Hair, considerada a maior ativista da prática ateísta nos Estados Unidos. Ela fundou a organização América Ateísta e causou controvérsia ao entrar com uma ação judicial na Suprema Corte para acabar com a obrigatoriedade da leitura da Bíblia em escolas públicas, em 1963.

Reprodução / Netflix
Glória Pires é Nise da Silveira

Nise – O coração da Loucura, com Glória Pires

Esse filme nacional conta a pouco conhecida história da psiquiatra alagoana Nise da Silveira, que lutou contra a prática da lobotomia em tratamentos psiquiátricos. Nise introduziu uma abordagem mais humanizada da saúde mental, na década de 1950. O longa foca na sua batalha em provar que lidar com os pacientes por meio da arte e amor dá melhores resultados.

  • Neste Mês da Mulher, o Catraca Livre vai prestar homenagens diárias a personagens do gênero feminino que nos inspiram. Saiba mais sobre a campanha #MulheresInspiradoras e leia outros perfis aqui.
  • Leia mais:

Compartilhe:

Tags: #Filmes