Pai de Bel para Meninas envia carta para Bacci e é criticado ao vivo

O apresentador rebateu as críticas ao vivo e a polêmica envolvendo maus tratos com a garota voltou a ser o assunto mais comentado na web

Por: Redação

Maurício, pai da youtuber de 13 anos, Isabel, do canal Bel para Meninas, enviou uma carta, nesta quarta-feira, 20, à imprensa, na qual critica o apresentador do Cidade Alerta, na TV Record, Luiz Bacci, pela forma como ele vem abordando o caso, nos últimos dias, tanto no programa como nas redes socais. O jornalista rebateu as críticas e a polêmica envolvendo maus tratos com a garota voltou a ser o assunto mais comentado na web, hoje.

Pai Bel Meninas carta Bacci
Crédito: Reprodução/TVRecordPai de Bel para Meninas envia carta para Bacci e é criticado ao vivo

O caso ganhou repercussão após internautas acusarem a mãe de Bel de maus tratos por pressionar a filha a gravar vídeos e produzir conteúdos que não conduzem com sua idade e de explorá-la psicologicamente para sustentar sua fama nas redes sociais.

Na carta, enviada aos veículos de comunicação, lida ao vivo por Bacci, no Cidade Alerta, o pai de Bel reclamou da forma ‘sensacionalista’ como a imprensa tem tratado o assunto e citou o programa da Record.

“Um dos maiores problemas discutidos na internet versa exatamente sobre danos contra a honra que são entendidos como injúria, calúnia e difamação, principalmente por meio das redes sociais”, diz Mauricio.

Bacci, interrompe a leitura e dispara: “Já começa de forma a ameaçar e intimidar as pessoas”.

Em outro trecho, o pai da youtuber  Bel para Meninas diz que as “críticas, denúncias e acusações” são baseadas numa visão de mundo cheias de “inveja, ódio e preconceito”.

Bacci se revoltou ao ser taxado de invejoso e disse: “Quem está com inveja desse canalzinho seu aí, filho? Você tem 1,3 milhão de seguidores no Instagram. Isso é o que eu tenho de views nos stories. Não tenho inveja nenhuma de você! Nós temos é preocupação com a Bel e sua outra filha. Ódio? Meu coração está superpuro. Preconceito do quê? Se eu tivesse preconceito com você, nem botava repórter na porta da sua casa para você falar”, retrucou.

Na sequência, Maurício afirma que “o sensacionalismo é praticado por alguns veículos de comunicação com o intuito de aumentar a sua audiência através do exagero”.

Bacci mais uma vez perde a paciência, e num tom comum ao apresentador do Cidade Alerta, aponta as denúncias contra os pais de Bel para Meninas como resposta as acusações de Mauricio.

“Não venha me medir com sua régua, porque exagero para mim é pegar uma criança, obrigá-la a comer uma porcaria de uma gororoba, fazê-la vomitar e dar risada porque isso atrai seguidores para o seu canal, e, dessa forma, você enche o seu bolso de dinheiro. Exagero, para mim, não é mostrar e dar direito a ampla defesa para vocês. Exagero, na minha concepção, é você enfiar sal de frutas a seco na boca da sua filha para que ela passe mal, para que as pessoas deem risada de uma criança, ao que parece, segundo as denúncias, está sendo humilhada, constrangida, em troca de likes no YouTube para o pai e a mãe ganharem dinheiro”, respondeu.

Bacci continuou a ler a carta: “Em uma sociedade extremamente dinâmica e concorrente, reina a máxima do ‘tempo é dinheiro’, sendo a informação repassada ao público muitas vezes de forma descuidada e descompromissada com a verdade e a seriedade”. O apresentador rebateu este trecho escrito pelo pai de Bel.

“Se essa carta for para mim, porque ele fala de outro veículo aqui, do SBT, como é que o senhor está dizendo que eu tenho aqui a informação descompromissada com a verdade se eu estou na porta da sua casa desde ontem para ver se você se manifesta? Se eu não estivesse procurando a verdade, eu não te ouviria, eu me faria de surdo para o que você disse, eu ignoraria essa porcaria de carta, eu ignoraria o que você pensa, o que a sua mulher pensa, o que se passa dentro da sua casa”, disse Bacci.

O apresentador colocou o repórter Wagner Montes Filho em frente à residência da família de Bel na expectativa de conseguir uma entrevista, o que não aconteceu.