CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Regina Duarte relativiza mortes na Ditadura e canta jingle da Copa de 1970

Irresponsável, secretária de cultura acha exagerada a revolta em torno das mortes por tortura e pela covid-19

Por: Redação

Regina Duarte foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter na noite desta quinta-feira, 7, ao dar uma entrevista polêmica ao vivo no CNN 360º, no canal CNN Brasil. A secretária de cultura do governo Bolsonaro (sem partido) relativizou, para não dizer que ignorou, o período da Ditadura Militar no Brasil, e ainda por cima surtou ao ouvir um depoimento de Maitê Proença a cobrando um posicionamento do seu cargo para a classe artística.

regina duarte
Crédito: Reprodução/CNNRegina Duarte em entrevista conturbada à CNN

A fala da atriz sobre as mortes na Ditadura ocorreu ao responder a uma pergunta se havia contradição no apoio dela ao governo de Jair Bolsonaro, após o presidente já ter defendido publicamente figuras históricas do período militar.

“Cara, desculpa, eu vou te falar uma coisa assim: a humanidade não para de morrer. Se você falar ‘vida’ do outro lado tem ‘morte’. Por que as pessoas ficam ‘oh! oh! oh!’… Por quê?”, perguntou ela, deixando o repórter Daniel visivelmente incomodado com tal questionamento, que se viu obrigado a responder o óbvio: “Porque houve tortura, secretária, houve censura à cultura…”, disse ele sendo interrompido por ela: “Mas sempre houve tortura, (Joseph) Stalin, quantas mortes? (Adolf) Hitler, quantas mortes? Não quero arrastar um cemitério nas minhas costas”, afirmou ela.

Assista ao momento abaixo:

Em outro momento da entrevista, Regina entoou ‘Pra Frente, Brasil’, de Miguel Gustavo, jingle da seleção brasileira de 1970, e perdeu o controle de suas emoções ao abandonar o estúdio, após a produção do telejornal exibir um vídeo de Maitê Proença cobrando um posicionamento da agora secretária de cultura para os demais artistas. Na gravação, a atriz fez críticas a atual gestão de Regina que, segundo ela, “não fala com a classe”.

“Baixo nível isso? Vão colocar fala dela?”, questionou a entrevistada, irritada. “Vocês estão desenterrando esse vídeo para quê? O que vocês ganham com isso?”, completou.

Após o vídeo ser retirado do ar, Duarte continuou com as reclamações: “Muito obrigada. Muito obrigada. Foi preciso eu dar um chilique. Me desculpem os telespectadores. Para quê? Quem é você [Daniela Lima, apresentadora do noticiário]?”. Os âncoras tentaram explicar a situação, mas Regina os interrompeu novamente para fazer uma péssima analogia sobre o momento atual em que o mundo se encontra: “Como assim entrar pessoas [na entrevista], desenterrar mortos, pelo amor de Deus”.

Reinaldo Gottino esclareceu, mesmo com Regina protestando, que Maitê Proença está viva e que o vídeo da atriz havia sido gravado há poucas horas e não há dois meses, como a secretária alegou. Confira abaixo:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.