CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Samara Fellippo se revolta contra Silvio Santos e o chama de racista

O desabafo da atriz aconteceu no mesmo dia em que ela denunciou o caso de racismo envolvendo sua filha

Por: Redação

A atriz Samara Fellippo se revoltou contra Silvio Santos e o chamou de racista, nesta segunda-feira, 9, ao comentar o caso do ‘Programa Silvio Santos’, em que o apresentador resolveu alterar os critérios de um quadro musical e premiar a candidata branca, porque ele gostou mais, em detrimento da candidata Jennyfer  Oliver, que é negra e foi a mais votada pelo público.

Crédito: Reprodução/Instagram e SBTSamara Fellippo se revolta contra Silvio Santos e o chama de racista

Samara Fellippo usou sua conta no Instagram, na função stories, para denunciar o caso de racismo e demonstrar sua revolta, no mesmo dia em que fez uma publicação, na mesma rede social, revelando o caso de racismo sofrido por sua filha mais velha, Alícia Barbosa, de 10 anos de idade, fruto de seu antigo relacionamento com Leandrinho.

Na função stories do Instagram, a atriz escreveu: “racistas” e marcou o perfil na rede social, do SBT, do SBT Rio e do ‘Programa Silvio Santos’ ao compartilhar um print de uma reportagem sobre o caso.

Samara Fellippo Silvio Santos racista
Crédito: Reprodução/InstagramSamara Fellippo se revolta contra Silvio Santos e o chama de racista

Samara Fellippo também  gravou um vídeo e questionou: “Alguém viu o novo episódio do Silvio Santos Racista? Alguém viu? Eu vou deixar aqui para vocês verem”. Na sequência ela expôs o caso.

Samara Fellippo Silvio Santos racista
Crédito: Reprodução/InstagramSamara Fellippo se revolta contra Silvio Santos e o chama de racista
Samara Fellippo Silvio Santos racista
Crédito: Reprodução/InstagramSamara Fellippo se revolta contra Silvio Santos e o chama de racista

Racismo: saiba como denunciar

Racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89 e deve sempre ser denunciado, mas muitas vezes não sabemos o que fazer diante de uma situação como essa, nem como denunciar, e o caso acaba passando batido.

Para começar, é preciso entender que a legislação define como crime a discriminação pela raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional, prevendo punição de 1 a 5 anos de prisão e multa aos infratores.

A denúncia pode ser feita tanto pela internet, quanto em delegacias comuns e nas que prestam serviços direcionados a crimes raciais, como as Delegacias de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), que funcionam em São Paulo e no Rio de Janeiro.

No Brasil, há uma diferença quando o racismo é direcionado a uma pessoa e quando é contra um grupo. Para mas informações, clique aqui.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.