Últimas notícias:

Loading...

Yasmin Brunet é criticada ao relacionar mortes de show com ‘demônios’

A modelo usou de teorias da conspiração para argumentar seu ponto de vista

Por: Redação

Yasmin Brunet, causou mais uma vez ao relacionar as mortes no festival AstroWorld, nos Estados Unidos, com “demônios. Ela fez a ligação dos dois temas nas redes sociais e ainda envolveu o show do Drake que aconteceu em um clube de strip-tease – e que acabou com nove pessoas mortas.

Yasmin Brunet é criticada ao relacionar mortes de show com 'demônios'
Crédito: Reprodução/Instagram @yasminbrunetYasmin Brunet é criticada ao relacionar mortes de show com ‘demônios’

“Cuidado com as músicas que vocês ouvem… já falei isso mil vezes e não é brincadeira. As mortes nesse show não foram por acaso. Tanto que foi comemorado em um stri club”, disse ela, no festival que Travis Scott e Drake se apresentaram.

“Não tem como ser mais claro que isso. Vocês tem que abrir os olhos porque todos eles estão esfregando na nossa cara. Nem tentam esconder. Vai de vocês pesquisarem e verem o que está acontecendo por parte parte”, prosseguiu falando.

Na sequência, Yasmin compartilhou a postagem de uma página sobre teorias da conspiração. Na publicação, o palco de Travis Scott é comparado a característica demoníacas, incluindo Moloch – que na tradição cristã e cabalística é o nome de um demônio.

Fãs da própria Yasmin começaram a contestar o conteúdo que ela compartilhou. “O Travis Scott foi negligente não satanista. Parem de espalhar teoria da conspiração como se fosse fato. Parem de seguir a onda da Yasmin e vão ler as notícias completas”, disse um fã identificado como Jess Rabelo no Twitter. “Coincidência que a Yasmin só aponta ritual satânico no show de um artista negro e de um estilo musical majoritariamente negro? Hum…”, falou outra seguidora, dando a entender que por trás da declaração da modelo pode haver racismo.

Depois de ser veemente critica, Yasmin Brunet voltou a falar sobre sobre o assunto nesta terça-feira, 16. “Respeito muito quem não acredita no que eu falei, afinal, todos temos um ponto de vista diferente. E queria deixar claro que falei dele [Travis Scott] em específico porque foi no show dele, mas muita gente faz a mesma coisa com a música”, disse ela, em texto publicado nos Stories, e ignorando as acusações de racismo.

“Vocês têm que começar a pesquisar sobre este tipo de coisa, não dá para ficar colocando a cara a tapa aqui o tempo todo. Ainda mais com tanta gente chata. […] mas comecem a prestar atenção nas letras das músicas que vocês ouvem. Prestem atenção nos clipes, o que vocês sentem quando ouvem… eles te influenciam? É só abrir os olhos”, complementou a modelo.

Repercussão na web

Compartilhe:

Tags: #Famosos
?>