CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Youtuber Lara Inácio relata agressão do pai por ser lésbica

Famosas, como Maisa, se comoveram com a maquiadora, que mostrou os ferimentos em seu corpo

Por: Redação

Lara Inácio, maquiadora e influenciadora digital, causou comoção nas redes sociais na última segunda-feira, 11, ao relatar que foi vítima de homofobia pelo próprio pai. A youtuber contou que o agressor invadiu a casa onde ela está morando com a tia, em Governador Celso Ramos, no interior de Santa Catarina (SC), e a espancou.

lara inácio
Crédito: Reprodução/Instagram Lara Inácio relatou que foi agredida pelo pai, após ser expulsa de casa por ser lésbica

No vídeo compartilhado, a jovem, que namora uma menina, aparece no chão, chorando e com escoriações na perna.

“O dia foi longo… tivemos a nossa casa invadida, eu estava sozinha e apanhei igual cachorro, em cima da minha própria cama e depois na rua deitada! Mas homofobia não existe, né? Qual o nome que vocês dão para quem bate em filha porque ela fica com menina? Eu estou fora de moda ou não se chama mais homofobia?”, disparou.

Segundo Lara, seu pai a expulsou de casa quando soube que ela é lésbica. A youtuber, então, foi morar na casa da tia. E foi nesta residência que ela foi agredida pelo pai.

Após a divulgação das imagens, a digital influencer ainda foi acusada de promover o caso para ficar famosa. Sem papas na língua, ela se defendeu: “‘Tentou ficar famosinha’. Gente, sério que tem gente que consegue pensar em uma merda dessa? Essa pessoa acha que estou gravando trollagem para o meu canal do YouTube? O dia em que eu ficar famosa, se um dia eu ficar, certamente vai ser pelo meu trabalho, meu talento e não com uma história triste, porém real da minha vida. Eu desabafo aqui primeiro porque o perfil é meu e segundo que eu não posso mais me calar diante de situações e coisas que tenho que ouvir (como essa), porque ainda tem muita gente que passa pelo que eu já me livrei e passa calado. Eu posso falar, eu vou falar”.

FAMOSOS SE MANIFESTAM

Diversas personalidades ficaram sabendo da agressão sofrida por Lara e demonstraram apoio a ela e indignação pelo ocorrido com a hashtag #JusticaPorLaraInacio. Maisa, MC Rebecca e Dora Figueiredo foram algumas delas. Confira abaixo:

Como identificar a homofobia

Em alguns casos, a discriminação pode ser discreta e sutil, como negar-se a prestar serviços. Não contratar ou barrar promoções no trabalho e dar tratamento desigual a LGBT são atos homofóbicos também.

Mas muitas vezes o preconceito se torna evidente com agressões verbais, físicas e morais, chegando a ameaças e tentativas de assassinato.

Qualquer que seja a forma de discriminação, é importante que a vítima denuncie o ocorrido. A orientação sexual ou a identidade de gênero não deve, em hipótese alguma, ser motivo para o tratamento degradante de um ser humano. Leia a matéria completa no link.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.