Desfile da Eco Fashion Week protesta contra presidente eleito

Modelos desfilaram segurando cartazes com frases machistas, racistas e xenofóbicas ditas por Jair Bolsonaro

Por: Redação | Comunicar erro

A segunda edição da Brasil Eco Fashion Week, realizada de 15 a 17 de novembro, na Unibes Cultural, em São Paulo, foi marcada por protesto. E não foi da plateia não, foi da passarela mesmo. No último dia de evento, 17, a marca carioca Thinkblue colocou na passarela modelos segurando cartazes feitos de papelão com frases ditas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro.

As placas continham conteúdos de cunho machista, racista e xenofobista do candidato do PSL. Confira abaixo algumas das frases apresentadas no desfile:

“Presidente eleito: ‘4 homens, a 5ª eu dei uma fraquejada e veio mulher'”. 

“Presidente eleito: ‘O quilombola pesava 7 arrobas, não fazem nada'”. 

“Presidente eleito: ‘prefiro filho meu morto do que com um bigodudo por aí'”. 

“Presidente eleito: ‘indígena não vai ter 1 cm de terra'”. 

“Presidente eleito: ‘O erro da ditadura foi torturar e não matar'”

“Presidente eleito: ‘Se eu vir dois homens se beijando na rua vou bater'”

No perfil do Instagram da marca, três vídeos foram publicados sempre com a mesma legenda: “Estamos sem palavras para descrever o tamanho da emoção que foi o acolhimento do nosso desfile. Até agora a ficha não caiu, a cada segundo é uma mensagem mais linda que recebemos de apoio, carinho e acolhimento! 
Eu Mirella, criadora da marca, gostaria de dizer em nome de todas NÓS, que esse desfile foi um BERRO que estava engasgado na nossa garganta, moda é política, moda é revolução, moda é ativismo, moda é EXPRESSÃO! 
NINGUÉM SOLTA A MÃO DE NINGUÉM!”

https://www.instagram.com/p/BqXlrETnC5c/

Como descreve de forma resumia em seu perfil no Instagram a Think Blue é “Uma marca que resgata calças jeans abandonadas para transformar em novas roupas, com mais valor e menos impacto através da técnica de Upcycle”.

Compartilhe: