Créditos: Reprodução

Japonês do 'Pânico' foi acusado de armazenar conteúdo pornográfico infantil

O ex-humorista do “Pânico”, Marcelo Eiji Harada, conhecido como “japonês do Pânico”, foi preso na manhã desta quinta-feira, 17, acusado de armazenar conteúdo pornográfico infantil. Ele nega as acusações.

De acordo com informações do portal UOL, a delegada Elizabete Sato, diretora do Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e ex-presidente do Conselho Estadual de Direitos das Crianças, confirmou a prisão do “japonês”.

“Ele foi preso em sua casa na zona sul de São Paulo durante a operação na manhã desta quinta. Na casa dele foi encontrado um HD externo e, na vistoria técnico, foi identificado o armazenamento de conteúdo pornográfico infantil”, disse Sato.

Selo Facilite

O humorista se defendeu das acusações em um vídeo publicado nas redes sociais. “Pessoal, vocês conhecem a minha idoneidade, sabem que eu não faria nenhum mal a ninguém. É tudo mentira. Não acreditem. É tudo sensacionalismo”, afirma ele.

Posted by Marcelo Eiji Harada on Thursday, May 17, 2018

Ainda segundo a delegada, Hereda foi autuado por armazenamento do conteúdo, enquadrado no artigo 241B do Estatuto da Criança e do Adolescente, que diz: “Adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”.

A pena para esse tipo de crime é de um a quatro anos de detenção ou pagamento de fiança.

Leia também:

Youtuber americano é preso sob acusação de pornografia infantil