Créditos: Fábio Arantes / SECOM- PMSP e Mastrangelo Reino / A2img

O novo valor deve valor a partir da primeira segunda-feira útil do ano, 8 de janeiro

O prefeito João Doria e o governador Geraldo Alckmin, do PSDB, vão reajustar as tarifas do transporte público em São Paulo. O preço do ônibus irá de R$ 3,80 para R$ 4 em janeiro de 2018, de acordo com apuração da "Folha de S.Paulo". O aumento da passagem também deverá ser seguido pelo metrô e pelos trens da CPTM.

O paulistano deve pagar o novo valor a partir do dia 7 de janeiro. O preço da integração, para quem usa conjuntamente metrô, trem e ônibus, ficará entre R$ 6,95 e R$ 6,96 – hoje, custa R$ 6,80.

Quer economizar e otimizar seu tempo? Confira o link abaixo:

O prefeito em exercício, o vereador Milton Leite (DEM), deverá notificar a Câmara de Vereadores nesta quinta-feira, dia 28, pois Doria está fora da cidade.

ondemand_video Vídeos do Catraca

A gestão municipal já havia confirmado o aumento da tarifa no último dia 21. O secretário municipal de Transportes, Sérgio Avelleda, disse na ocasião que o novo valor estava sendo estudado junto com o governo Alckmin.

"De fato haverá uma recomposição do valor da tarifa para manter a sua capacidade de pagar o sistema", afirmou Avelleda durante a apresentação do edital para renovar o sistema de ônibus da capital.

O último reajuste em São Paulo ocorreu em janeiro de 2016, quando o então prefeito Fernando Haddad (PT), junto com Alckmin, subiu o bilhete de R$ 3,50 para R$ 3,80.

Em abril de 2017, na gestão Doria, houve aumento na integração de R$ 5,92 para R$ 6,80. O atual prefeito também reajustou os bilhetes diário (de R$ 16 para R$ 20) e mensal (de R$ 230 para R$ 300).

Veja o conteúdo na íntegra.

  • Leia mais:

Expansão de transporte sobre trilhos ainda é lenta em São Paulo