Um grupo de músicos brasileiros se reuniu para criar uma coletânea chamada "A Música Contra o Golpe" como forma de crítica ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

"Depois daquela histérica noite de votação na Câmara Federal pela abertura do pedido de impeachment, eu e alguns amigos músicos ficamos com um sentimento de dúvida no ar: o que está acontecendo? São esses deputados que decidem o futuro do país?," disse ao Catraca Livre Carlos Milhomem, um dos idealizadores da iniciativa.

Capa da coletânea "A Música Contra o Golpe".

Créditos: Divulgação

Capa da coletânea "A Música Contra o Golpe".

"Daí me veio uma sensação de impotência, e pensei o que eu mais eu poderia fazer, como músico? Percebi que muitos músicos também estavam passando por isso, e logo veio a ideia de juntar artistas interessados em gravar especialmente para isso. Fazer música inédita para esse momento."

A coletânea sem fins lucrativos conta com a participação de Rogério Skylab, Supercordas, Alla Prima, Sobre Amor e Outras Coisas, Camila Garófalo, Escola Pública, Capim Maluco, Hebe e os Camargos, Monocelha, Trastrio, Par de Dar em Doido e Minimal. Segundo Milhomen, o objetivo do "A Música Contra o Golpe" é "o público perceber que não está sozinho".

"Acho que as pessoas, inspiradas pela arte, podem perceber que para ter uma sociedade mais justa é necessário construir constantemente, cada um fazendo uma parte," define.

"A Música contra o Golpe" está disponível no Spotify, Youtube e Soundcloud. Ouça: