Uma pergunta que temos recebido com frequência é: o jogo Pokemon Go ajuda ou atrapalha o aprendizado?

A resposta é: depende da quantidade e intensidade. A diferença entre remédio e veneno está na dose. Tenha sempre isso em mente e poderá usar como parâmetro nos momentos em que enfrentar um dilema na educação de seu filho. E olha que serão muitos ao longo da vida! Correr ou não em busca de Pokemons pode ser uma febre momentânea para a população em geral. O dilema de como ajudar seu filho a não passar da dose adequada em outros aspectos da vida é a trama principal da história de vida dos pais!

pokemon

Créditos: pokemon

 

Considerando a dose adequada, vamos então à resposta direta, sem mais analogias ou mistérios: afinal, entrar de cabeça na caçada aos Pokemons ajuda ou atrapalha o aprendizado?

Ajuda! E tem efeito positivo em diversos aspectos. Nem vamos entrar nas questões relacionadas a como cada conteúdo acadêmico poderia se beneficiar do envolvimento que alunos de todas as idades têm com o jogo. Deixo isso para um próximo artigo, embora tenha que me segurar para não entrar em uma lista de ideias para cada matéria, de acordo com a série e conteúdo que estejam sendo ensinados.

Vamos focar somente no impacto positivo que o jogo pode trazer ao desenvolvimento de habilidades necessárias para o aprendizado. No impacto que pode significar para o desenvolvimento cognitivo, preparando seu filho para aprender o conteúdo da escola e da vida, sempre lembrando que estamos pressupondo que seu filho esteja dentro das doses razoáveis de dedicado a esse game.*

Os dez principais benefícios que o Pokemon Go pode trazer para seu filho são:

  1. Capacidade de foco: ao entender e comparar o poder de cada Pokemon, fazer as capturas, treinamento e evolução de cada um dos seus capturados.
  2. Tomada de decisão: capturo o Pokemon disponível inicialmente logo ali frente ou aguardo, já que um Pickatchu pode estar logo à frente?
  3. Relação causa–consequência: para chocar um ovo Pokemon, você tem que andar os km correspondentes a ele. Ficou parado? Seu Pokemon não vai nascer tão cedo.

Veja mais 3 aqui. 

*Você pode estar perguntando: e qual o tempo razoável, que não prejudica a criança ou adolescente? Leia mais aqui. 

Imagem Autor

Taís Bento e Roberta Bento são educadoras, mãe e filha, fundadoras do site www.meufilhonaoestuda.com.br e autoras do livro Socorro, meu filho não estuda! Roberta Bento Graduada em Letras, com especialização em formação de professores de Línguas (International House, Inglaterra) e com pós-graduação em Marketing e em Gestão de Pessoas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Especialização em Aprendizagem Baseada no Funcionamento do Cérebro pela Universidade da Califórnia e Duke University, e em Aprendizagem Cooperativa pela Universidade de Minnesota e Universidade de San Diego (Estados Unidos). Taís Bento Graduada em Pedagogia pela Universidade de São Paulo (USP) e pós graduada em Marketing pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP). Especialização em Aprendizagem Baseada no Funcionamento do Cérebro e Aprendizagem Cooperativa pela Universidade de Minnesota e pela Universidade de San Diego.

+ posts do autor

Rede Catraca Livre

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.