Créditos: Divulgação

Francês passou por dois transplantes de rosto

O francês Jérôme Harmon, de 43 anos, possui um feito inédito no mundo: único ser humano a passar por dois transplantes de rosto. Diagnosticado com neurofibromatose tipo 1 (doença de von Recklinghausen), uma deficiência genética que deformou o seu rosto, ele precisou "reconstituir" a face por duas vezes.

Recentemente, em coletiva de imprensa, ele mostrou o resultado da segunda cirurgia, embora ainda esteja hospitalizado, e falou sobre sua nova aparência.

“Sinto-me muito bem. Eu não posso esperar para me livrar de tudo isso”, declarou, falando com dificuldade.

Selo Facilite

Créditos: Divulgação/AFP

Jérôme Harmon, francês que passou por duas cirurgias de transplante de rosto

O feito médico até então sem precedentes na história da medicina foi realizado pela equipe do professor Laurent Lantieri, cirurgião plástico especialista em transplantes do Hospital Europeu Georges-Pompidou, da rede pública de Paris.

O mesmo profissional foi o responsável pelo primeiro transplante de Jérôme, em 2010. Em 2015, entretanto, por ocasião de um resfriado, ele foi tratado com um antibiótico incompatível com seu tratamento imunossupressor e em 2016 começou a mostrar sinais de rejeição crônica.

Com o rosto se deteriorando, em 2017 o paciente foi hospitalizado e teve a face “removida”, permanecendo por dois meses “sem rosto” em terapia intensiva no Geroges-Pompidou, até encontrar um doador compatível.

O doador do novo rosto de Harmon foi um jovem de 22 anos. A segunda cirurgia, então, foi realizada no dia 15 de janeiro de 2018.

Para o cirurgião responsável pelo transplante, a operação responde a uma pergunta dos pesquisadores na área: a de que é possível, sim, refazer um transplante facial.

Créditos: Divulgação/AFP

Equipe responsável pelo transplante facial de Jérôme Harmon

Leia também:

Dia da Doação de Órgãos: tire suas dúvidas sobre transplantes