O site Goop, idealizado pela atriz, cantora e escritora norte-americana Gwyneth Paltrow, fala sobre dicas de saúde, bem-estar e beleza.

Our first ever wellness summit, June 10, Los Angeles! Link ????????#ingoophealth

Uma publicação compartilhada por Gwyneth Paltrow (@gwynethpaltrow) em

Adepta de um estilo de vida saudável e natural, Gwyneth usa o site para mostrar algumas receitas. O Goop também trabalha com divulgação de produtos e comércio eletrônico, inclusive de uma linha de produtos para o rosto, chamada Goop Skincare, lançada pela atriz.

A página é famosa, mas também vem criando polêmicas devido às dicas e produtos que divulga, já que alguns deles podem ser perigosos e até fatais.

O que levanta a questão do quão importante é saber a indicação médica sobre procedimentos antes de seguir dicas de famosos.

Don't think about it yet, but order now for New Years resolution detox help! ????????Available for pre-order on amazon. #goodcleangoop

Uma publicação compartilhada por Gwyneth Paltrow (@gwynethpaltrow) em

No final de junho deste ano, a NASA desmentiu o site que publicou um post sobre curativos que seriam "feitos com o mesmo material de carbono condutor que a agência usa para trajes espaciais para que eles possam monitorar os sinais vitais de um astronauta durante o uso". O pacote com 10 unidades custa cerca de 60 dólares, quase R$ 200,00.

Mas a Agência Espacial Americana disse ao CNNMoney que não usa material de carbono para em seus trajes. O Goop retirou a menção da NASA de sua publicação depois disso.

"Como sempre explicamos, os conselhos e recomendações incluídos no Goop não são endossos formais e as opiniões expressadas pelos especialistas e as empresas que publicamos não representam necessariamente as opiniões do Goop. Nosso conteúdo é destinado a destacar produtos e ofertas únicas, encontrar alternativas de mente aberta e encorajar conversas", disse o site em um comunicado fornecido à INSIDER.

Os responsáveis pela página também apontaram que há um aviso legal, que aparece no final de cada artigo, lembrando aos leitores que os produtos ou procedimentos mencionados no site não se destinam a substituir o conselho, diagnóstico ou o tratamento médico profissional.

Ainda assim, muitas das dicas bombam na internet, gerando polêmica e reação de especialistas. Veja:

1-Vaporizar a vagina

O site de divulgou o procedimento que ‘vaporiza’ a vagina, feito em uma clínica da Califórnia, com a seguinte descrição: "Você se senta no que é essencialmente uma mini privada e uma combinação de vapor de infravermelho limpa seu útero. É uma liberação energética - não apenas uma ducha de vapor - que equilibra os níveis de hormônio feminino. Se você está em Los Angeles, você tem que fazer isso".

Ginecologistas criticaram imediatamente o conselho, advertindo que o vapor poderia causar queimaduras ou alterar o delicado equilíbrio de boas bactérias na vagina. Vaginas são autolimpantes, o ginecologista Dr. Jen Gunter explicou em seu blog, e eles não precisam de assistência de vapor de ervas para fazer seu trabalho. Além disso, a afirmação de que "equilibra hormônios femininos" não é plausível.

"A fábrica de hormônios está nos ovários, e não há como o vapor afetar os hormônios produzidos lá", disse Mary Jane Minkin, professora clínica de ginecologia da Yale School of Medicine, à Women's Health, aponta o Insider.

Um representante da Goop observou que há evidências que mostram benefícios para tratamentos de sauna a vapor e infravermelhos. Mas a empresa também reconhece que não há evidências para respaldar as reivindicações sobre o procedimento em particular.

2- ‘Ovos’ de jade para exercitar a vagina

Threesome, anyone? ???? #gemstones #crystals #goodmorningpost #crystalhealing #yonieggs #yoga #namaste #jadeegg #vagina #fem #jade #rosequartz #obsidian

Uma publicação compartilhada por yoni eggs + massage wands (@oona_gems) em

Esse produto foi um dos mais falados (veja a matéria do Catraca Livre) e talvez você já tenha lido sobre isso.

Feito com a pedra jade, o produto foi divulgado como um objeto para ser colocado dentro da vagina e espremido usando uma série de contrações musculares. No Goob, um "treinador de sexualidade" afirma que usar o ovo pode fortalecer o assoalho pélvico, levando a um "aumento da energia sexual, saúde e prazer".

Segundo Gunter, o artefato pode ser perigoso já que jade é um material poroso e poderia abrigar bactérias e causar a vaginose bacteriana ou síndrome de choque tóxico. O risco de desenvolver a síndrome é baixo, mas, caso aconteça, pode ser fatal, diz o médico.

3-Ser picado por abelhas

"Fui picada por abelhas. É um tratamento de milhares de anos chamado apiterapia. As pessoas usam isso para se livrar da inflamação e cicatrizes. Na verdade, é realmente incrível se você pesquisar. Mas, cara, é doloroso", Paltrow disse ao New York Times em 2016, segundo o Insider.

"Muitas pessoas são alérgicas ao veneno de abelhas e também foram relatados efeitos colaterais, como acidentes vasculares cerebrais hemorrágicos", disse o médico Clay Jackson, vice-presidente do conselho da American Academy of Pain Management (Academia Americana de Gestão da Dor, em português), à publicação.

O Goop disse que nesse caso eles não recomendam explicitamente o tratamento. "Gwyneth Paltrow menciona sua própria experiência pessoal", disse um representante da empresa à INSIDER.

4- Limpe seu cólon

O cólon é a parte central do intestino grosso e está dividido em outras duas partes menores, o ceco e o reto.

O procedimento envolve disparar até 15 galões de água em seu cólon, através de um tubo inserido no reto. Os defensores da técnica dizem que nossos essa região está cheia de toxinas, dificultando nossa saúde, e que esta é a melhor maneira de eliminá-las.

Goop reconhece que a técnica é "debatida e não recomendada para todos", de acordo com uma declaração compartilhada com o INSIDER. Ainda assim, o site tem uma lista dos "melhores lugares" para fazer a limpeza do cólon nas principais cidades ao redor do mundo.

"Seu sistema digestivo e intestino já eliminam o material residual e as bactérias do seu corpo", escreveu o médico Michael Picco para a Clínica Mayo, sobre a falta de necessidade do procedimento.

Mas o principal problema é que a técnica é arriscada. Um artigo no Journal of Family Practice observa que a limpeza do cólon pode causar cólicas, vômitos, perfurações intestinais, insuficiência renal e em alguns casos documentados, a morte.

O artigo conclui que "não há estudos cientificamente robustos" que comprovem que o procedimento tenha efeitos positivos.

5- Se alimentar apenas com leite de cabra para limpar organismo

O Goop publicou recentemente uma entrevista com a médica naturopata, Linda Lancaster, que afirma que você pode livrar seu corpo de parasitas ao consumir nada além de leite de cabra cru por oito dias seguidos. A especialista diz que seu tratamento remonta aos tempos bíblicos. "Naqueles dias, quando um curandeiro sabia de uma infestação de vermes, eles colocariam o paciente em uma bacia de leite até que os vermes saíssem para beber - os parasitas adoram o leite!" disse Lancaster.

Além do fato de que dietas restritivas são perigosas, beber leite cru tem alguns riscos importantes, particularmente para crianças, pessoas mais velhas, mulheres grávidas e qualquer pessoa com sistema imunológico comprometido. Em comparação com os produtos lácteos pasteurizados, que são aquecidos para matar bactérias nocivas, os produtos lácteos em bruto causam 150 vezes mais doenças transmitidas por alimentos, resultando em 13 vezes mais hospitalizações, de acordo com a Food and Drug Administration (FDA), agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unido para administração de comida e drogas.

Segundo a publicação, existem alguns casos que descrevem infecções parasitárias causadas pelo consumo de leite de cabra cru. Isso é, literalmente, o oposto do efeito pretendido.

Um representante da Goop observou que a publicação de perguntas e respostas não era "uma recomendação" e novamente apontou o aviso legal na parte inferior da publicação.