EM ALTA

Cadastramento do Bolsa Família pode ser feito online

Processo está mais facilitado e pode ser feito sem sair de casa

Bolsa Família surpreende beneficiários com novidades
Créditos: Roberta Aline / MDS
Bolsa Família surpreende beneficiários com novidades

O Programa Bolsa Família, considerado o maior programa de transferência de renda, está com um sistema mais facilitado de cadastramento. Agora, o cidadão pode fazer seu cadastro para o programa de forma online, sem sair de casa. Neste texto, vamos te explicar o processo.

Cadastro no CadÚnico

Para poder se inscrever no Bolsa Família é fundamental estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico). Esse cadastro reúne informações das famílias de baixa renda no País e é um dos pré-requisitos para recebimento de benefícios do Governo.

Devem estar cadastradas no CadÚnico, as famílias de baixa renda que ganham até meio salário mínimo por pessoa (R$ 660) ou que ganham até 3 salários mínimos de renda mensal ​tota​l (R$ 3.960).

Como fazer o cadastro

Além de ser feito, de forma presencial, em uma unidade do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), é possível fazer o pré-cadastro no CadÚnico de forma totalmente online, por meio do aplicativo do CadÚnico.

O aplicativo está disponível gratuitamente em celulares do sistema Android e iOS. Porém, depois de fazer o pré-cadastro, é fundamental comparecer à unidade do CRAS do município para finalização do cadastro, com a checagem da documentação.

Veja abaixo o passo a passo:

Para que a família possa ser cadastrada, é importante:

  • Ter uma pessoa responsável pela família para responder às perguntas do cadastro. Essa pessoa deve fazer parte da família, morar na mesma casa e ter pelo menos 16 anos.
  • Para o responsável pela família, de preferência uma mulher, é necessário o CPF ou Título de Eleitor.
  • Exceção: no caso de responsável por famílias indígenas e quilombolas, pode ser apresentado qualquer um dos documentos abaixo. Não precisa ser o CPF ou o Título de Eleitor. (Fonte: Caixa Econômica Federal)

Documentos exigidos:

Apresentar pelo menos um documento de todas as pessoas da família:

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade (RG);
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);
  • Carteira de Trabalho; ou
  • Título de Eleitor.
  • Levar um comprovante de endereço, que pode ser conta de água ou luz. Não é obrigatório apresentar, mas ajuda no preenchimento do endereço. (Fonte: Caixa Econômica Federal)

Mais famílias contempladas

Só para se ter uma ideia, em setembro, o Governo Federal contemplou 21,4 milhões de famílias com o Bolsa Família. O número de famílias foi maior do que o mês de agosto. No mês de setembro foram repassados R$ 14,5 bilhões e o valor médio do benefício no país chegou a R$ 686,89.