Para combater violência sexual, camisinha só abre a 4 mãos

Campanha da agência BBDO para a marca argentina Tulipán cria caixinha que só pode ser aberta por duas pessoas para simbolizar sexo consentido

Por: Redação Comunicar erro

Quando um não quer, dois não brigam. Trata-se de um velho ditado que nem sempre é respeitado. E isso, por vezes, pode culminar em violência sexual. Para combater esse grave problema, uma marca argentina de preservativos lançou um pacote especial que só pode ser aberto por duas pessoas.

Catraca Livre criou o projeto Causando, apoiado pelo Carrefour, para mostrar como as marcas desenvolvem e assumem causas.

Por sinal, o nome do produto já diz tudo sobre o seu propósito: “Consent Pack”, ou pacote do consentimento.

Em espanhol, a campanha fala sobre “placer consentido”, ou prazer consentido. Porque é assim mesmo que deve ser a prática para ser prazerosa. Caso contrário, a definição pode ser outra: violência sexual.

Contra a violência sexual, esse pacote de preservativos da Tulipán só pode ser aberto a quatro mãos
Crédito: Reprodução/TulipánEsse pacote de preservativos da Tulipán só pode ser aberto a quatro mãos

Então, a embalagem é dotada de um mecanismo que só permite sua abertura a quatro mãos. Depois, entre quatro paredes, tudo é permitido. Desde que consentido.

A campanha para a Tulipán foi desenvolvida pela agência BBDO. E tem, de fato, tudo a ver com outro dizer, o qual se popularizou em ações recentes contra assédio e violência sexual: “Não é não”.

O mecanismo da caixinha de preservativos só permite que ela seja aberta a quatro mãos
Crédito: Reprodução/TulipánO mecanismo da caixinha de preservativos é o segredo da campanha

Leia também: Campanha amplia a participação de mulheres na tecnologia

Compartilhe: