Turma da Mônica põe personagem autista André em capa de revista

É a primeira vez que o garoto é estrela de publicação de banca dos Estúdios Mauricio de Sousa; edição foi lançada neste mês de julho

Por: qsocial Comunicar erro

Quanto mais a diversidade é bem-vinda, mais amigos fazemos. Isso vale também para uma das turminhas mais famosas do Brasil: na edição de julho da revista em quadrinhos da Turma da Mônica, o destaque é a presença na capa do personagem autista André.

Catraca Livre criou o projeto Causando, apoiado pelo Carrefour, para mostrar como as marcas desenvolvem e assumem causas.

É a primeira vez que o personagem autista André é capa de revista de linha da Turma da Mônica
Crédito: Reprodução/Estúdios Mauricio de SousaÉ a primeira vez que o personagem autista André é capa de revista de linha da Turma da Mônica

Ele é a estrela da história principal do gibi, “Tem Lugar pra Todo Mundo Nessa Turma”.

A historinha se passa durante as comemorações dos 60 anos dos Estúdios Mauricio de Sousa. É lá que André, ao fazer uma visitinha, resolve investigar mais a fundo a produção dos quadrinhos.

Crédito: DivulgaçãoAndré, personagem da Turma da Mônica

Sintoma

Para tanto, nada melhor do que entrar dentro deles. E, durante essa aventura, o menino passa a repetir frases ou palavras que ouve das pessoas ou até da TV.

Trata-se de um sintoma do autismo, chamado ecolalia.

Capa da revista da Turma da Mônica
Crédito: DivulgaçãoCapa da revista da Turma da Mônica tem personagens como Cebolinha, Cascão e André

Para os leitores, a história vira um jeito lúdico de entender a doença. E de conviver melhor com as crianças e as pessoas que a têm.

Personagem explica, nos quadrinhos, algumas das características do autismo
Crédito: DivulgaçãoPersonagem explica, nos quadrinhos, algumas das características do autismo

É a primeira vez que André aparece numa capa das revistinhas de linha da Turma da Mônica, publicadas pela Editora Panini.

Os Estúdios Mauricio de Sousa, aliás, vêm tratando da inclusão através de outros personagens além de André.

Dorinha, que é cega
Crédito: DivulgaçãoDorinha, que é cega

São eles: Luca, cadeirante; Dorinha, cega; Tati, que tem Síndrome de Down; Edu, com Distrofia Muscular de Duchenne (DMD); e Igor e Vitória, que são soropositivos.

Luca, personagem cadeirante da Turma da Mônica
Crédito: DivulgaçãoLuca, personagem cadeirante da Turma da Mônica
Distrofia Muscular de Duchenne, uma doença hereditária que provoca fraqueza muscular
Crédito: DivulgaçãoEdu, da Turma da Mônica, que tem Distrofia Muscular de Duchenne, uma doença hereditária que provoca fraqueza muscular
Tati, personagem da Turma da Mônica com Síndrome de Down
Crédito: DivulgaçãoTati, personagem da Turma da Mônica com Síndrome de Down
Igor e Vitória, personagens da Turma da Mônica que são soropositivos
Crédito: DivulgaçãoIgor e Vitória, personagens da Turma da Mônica que são soropositivos

Leia também: Marca de comida para gatos lança mascote na ‘fase dos porquês’

Compartilhe: