Park City, a encantadora cidadezinha que vai te conquistar

Por: Pra Onde vai Agora?

Vamos admitir um fato verdadeiro por aqui. Nós brasileiros, que nascemos nesta privilegiada parte tropical e calorenta do planeta, temos uma pontinha de inveja do inverno que acontece em parte do hemisfério norte. Se por aqui o frio chega na forma de uma blusa de manga comprida e, no máximo, um cachecol, por lá a coisa muda totalmente de figura. Um ótimo exemplo dessa maravilhosa diferença é a cidade de Park City, nos Estados Unidos.

Localizada no Estado de Utah, região oeste do país, a cidade –que fica a apenas meia hora de Salt Lake City– é a tradução perfeita de tudo o que aprendemos a admirar sobre o inverno na terra do Tio Sam. Tanto que seu principal atrativo nesta época do ano não poderia ser outro a não ser ela mesma: a neve.

Vamos esquiar!

Badalada entre os apaixonados por esqui, a cidade possui duas famosas estações: Park City Mountain Resort e Deer Valley Resort –lugares com infraestrutura impecável que insere o destino entre os principais para a prática de esqui não apenas nos Estados Unidos, mas também no mundo.

A cidade possui mais de 300 pistas de todos os níveis de dificuldade para a temporada que geralmente começa em meados de novembro e vai até abril. Como é de se esperar, este esporte não está entre os mais baratos. Sua prática não requer apenas roupas e equipamentos específicos, mas também os chamados ‘lift tickets’ que dão acesso às estações e que podem ser comprados para utilização de um ou mais dias e até mesmo toda temporada. Obviamente o valor varia de acordo com a quantidade de dias que a pessoa deseja esquiar. A média de preço de uma diária para adulto é de cerca de US$ 130, mas a compra antecipada garante bons descontos.

E não vá pensando que apenas esquiadores em nível avançado tem vez em Park City! Se você é mais um entre os milhares que chegam à cidade querendo experimentar esta emoção pela primeira vez na vida, é bom saber que não é necessário comprar nem mesmo as roupas utilizadas no esporte. É possível alugar todo vestuário e equipamentos em uma das lojas especializadas espalhadas pela cidade. Em uma das maiores, a Ski and See, alugar esqui, botas, capacete, calça e jaqueta sai por cerca de US$ 100 a diária.

Uma vez equipado, é recomendável fazer uma aula introdutória com um instrutor disponível na estação – o valor é um pouco salgado: entre US$ 180 e US$ 200. Após os ensinamentos básicos, até mesmo a mais inexperiente das criaturas ganha confiança para encarar o desafio. Como as pistas são separadas por cores que indicam seu nível de dificuldade e ainda há monitores espalhados pelo local, não há nenhum risco de ir parar em uma montanha íngreme e assustadora sem querer. Ufa!

Ah, um detalhe de segurança importantíssimo: quem esquia deve seguir uma regra parecida com a de quem dirige um veículo. A pessoa que vem atrás que trate de controlar sua velocidade para não bater e machucar quem está na frente. Este é praticamente o ensinamento número zero de quem quer experimentar o esporte.

Mais aventuras na neve? Queremos!

Com tanta coisa favorável para quem ama deslizar por montanhas congeladas, fica até difícil de acreditar que a cidade possui apenas 8 mil habitantes. Quer prova maior de que tamanho não é documento? Então pega: em 2002 Park City sediou os Jogos Olímpicos de Inverno. Nos 16 dias de jogos, a cidade foi o centro mundial do esporte e recebeu cerca de 2.400 atletas de mais de 70 países.

Alguns locais foram construídos especialmente para o evento, porém permanecem sendo grandes destaques da cidade. Este é o caso do Utah Olympic Park, o parque olímpico que hoje permite que qualquer curioso saiba como é a indescritível sensação de descer em altíssima velocidade em uma pista de bobsled. O esporte ficou conhecido no Brasil com o sucesso do filme “Jamaica Abaixo de Zero”, um clássico da Sessão da Tarde.

 

O trenó em pista de gelo é atualmente uma das atrações de Park City e a aventura oferece emoção na medida para qualquer viciado em adrenalina. Para experimentar é preciso ter mais de 16 anos e desembolsar US$ 175. O trenó comporta três pessoas que descem na companhia de um piloto experiente que, com sorte, pode até ser algum atleta olímpico já que muitos são ilustres moradores da cidade. Esta atividade com certeza deve estar na lista de emoções a serem sentidas ao menos uma vez na vida!

Por Tuka Pereira, do blog Pra Onde Vai Agora?. A jornalista viajou para Park City a convite do Park City Chamber of Commerce and Visitors Bureau e da United Airlines e foi segurada pela Global Travel Assistance

Compartilhe:

Por: Pra Onde vai Agora?

Se desta vida não se leva nada, vamos sair pelo mundo e coletar memórias de lugares maravilhosos! Pra onde você vai agora?