Aleitamento materno exclusivo é indicado até os 6 meses de vida

Confira dicas para ter sucesso na amamentação

Por: Redação
bebê mamando no peito
Crédito: Sasiistock/istockÁgua e chás são dispensáveis até os 6 meses de vida

Na semana do aleitamento materno, o Ministério da Saúde lançou uma nova campanha de incentivo à amamentação. A ideia é reforçar que o leite materno é um alimento completo. Isso significa que, até os 6 meses de vida, o bebê não precisa de nenhum outro alimento (chá, suco, água ou outro leite). A amamentação é indicada até os dois anos de idade, conforme preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Além de reduzir em 13% a mortalidade por causas evitáveis em crianças menores de cinco anos, a amamentação materna também reduz casos de diarreia, infecções respiratórias, hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade.

De acordo com o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, é preciso incentivar a amamentação assim como a doação de leite também. “Quanto mais tempo as crianças são amamentadas, mais elas adquirem resistência às doenças. A mulher que amamenta tem benefícios para sua saúde. Peço que as mães além de amamentar, que também doe leite, que é fundamental para crianças que necessitam de leite materno. Estamos trabalhando para ampliar o número de salas de amamentação nas empresas e dentro dos nossos serviços de saúde”, destacou o ministro.

Entre os benefícios da amamentação para as mães, estão:

  • Perda de peso mais rapidamente após o parto;
  • Recuperação do tamanho normal do útero, diminuindo o risco de hemorragia e de anemia;
  • Menor risco de diabetes;
  • Menor risco de desenvolvimento de câncer de mama e de ovário;
  • A amamentação ajuda no controle da natalidade (tem uma taxa de proteção de 98% nos primeiros seis meses)

O Ministério da Saúde publicou algumas dicas para ajudar as mães a ter sucesso na amamentação. Confira:

1. O bebê deve pegar bem o peito, abocanhando a aréola (parte escura em volta do bico). Não dê chupetas para seu bebê, pois pode atrapalhar a pega e a sucção do leite;

2. Lave seu peito só com água; não passe sabonete nem pomada nas mamas. Fique sempre com o sutiã seco;

3. Em caso de rachaduras nos mamilos, observe se a pega está correta e tente mudar a posição de o bebê mamar;

4. É bom tomar sol nas mamas, de manhã ou à tarde. Aproveite para dar um banho de sol em seu bebê também. Ele deve ficar sem a roupinha, para que o sol bata diretamente em sua pele;

5. Em caso de mamas muito cheias ou endurecidas, é necessário retirar o excesso de leite, o que promoverá alívio para você e facilitará a pega pelo bebê. Peça orientação ao profissional de saúde.

Quando a mãe não tem licença maternidade de seis meses, ela deve coletar o leite e deixar armazenado para que outras pessoas possam alimentar o bebê.  Confira a maneira correta de fazer isso:

  • Colete o leite materno e que coloque em fracos devidamente esterilizados
  • Após a coleta, o leite deve ser imediatamente congelado (Não se esqueça de identificar com a data da coleta)
  • Quando for dar ao bebê, use o copinho.

Como esterilizar os frascos?

frascos de vidro
Crédito: JuFagundes/istockFrascos devem ser esterilizados antes do uso

Para esterilizar os frascos de vidro com a tampa plástica é preciso fervê-los por 15 minutos – comece a contar quando a água começar a borbulhar. Deixe secar a temperatura ambiente, não é necessário secar com panos ou fraldas. A coleta de leite pode ser feita por expressão manual e bombas manuais ou elétricas (se optar pelo uso de bombas, lembre-se de que estas também deverão ser esterilizadas da mesma forma do que os frascos).

Compartilhe: