Além do emocional: saiba o que explica o nó na garganta

Esse desconforto local pode esconder outros problemas, que vão além das emoções

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Todo mundo conhece a sensação: de repente a garganta fecha, a boca fica seca, as palavras parecem não querer sair. Situações que causam fortes emoções costumam provocar esse conhecido incômodo: o nó na garganta.

“Esse desconforto que sentimos quando estamos emocionalmente acometidos ocorre por uma reação do corpo causada por substâncias químicas conhecidas como catecolaminas endógenas, que são produzidas em determinadas glândulas”, explica o otorrinolaringologista do Hospital CEMA, Cícero Matsuyama.

Os órgãos “alvo” dessas substâncias são justamente a garganta, boca, coração, pulmão e estômago. No entanto, esse desconforto local pode esconder outros problemas, que vão além das emoções.

nó na garganta
Crédito: Spukkato/istockA sensação de nó na garganta pode ser causada por emoções e também por problemas físicos

Quando a sensação de que há algo na garganta que permanece, mesmo em situações nas quais não há gatilhos emocionais, pode ser que exista alguma enfermidade.

“Lesões na faringe e laringe (cordas vocais e estruturas adjacentes) ou nas glândulas salivares podem causar esse sintoma”. Além disso, o refluxo, problemas de tireoide, doenças genéticas – como distrofia miotônica (caracterizada por fraqueza e atrofia muscular), e, em casos mais raros, câncer, podem ter como um dos indicativos a sensação de bolo na garganta.

“É importante que o paciente que apresenta esse sintoma constantemente procure um especialista para que ele faça um exame clínico cuidadoso. Não é comum que as pessoas sintam essa sensação o tempo todo. Por isso é importante considerar, primeiramente, todas as possibilidades orgânicas por meio de exaustiva pesquisa clínica e laboratorial”, recomenda o médico do CEMA.

Compartilhe:

Tags:#Saúde