Últimas notícias:

Loading...
EM ALTA

Apresentadora com câncer terminal comove fãs em despedida no Instagram

Deborah James está recebendo os cuidados paliativos em casa após seis anos de tratamento; veja mais sobre esse tipo de câncer e como prevenir

Por: Redação

A apresentadora Deborah James, de 40 anos, do podcast “You, Me and the Big C”, da BBC, publicou uma comovente despedida em seu Instagram. Com câncer de intestino em fase terminal, ela recebe cuidados paliativos em casa.

“Mesmo com todos os medicamentos mais inovadores contra o câncer do mundo ou algum novo avanço mágico, meu corpo simplesmente não consegue mais continuar”, publicou.

apresentadora
Crédito: Reprodução/Instagram/bowelbabeApresentadora de podcast da BBC com câncer terminal publica despedida em seu Instagram

“Ninguém sabe quanto tempo me resta, mas não sou capaz de andar, estou dormindo a maior parte dos dias, e a maioria das coisas que eu dava como certas são sonhos distantes”, disse ela.

Segundo ela, passar por essa situação “é de partir o coração”, mas se sente amada cercada pela família.

“Neste momento, para mim, trata-se de viver um dia de cada vez, passo a passo e ser grata por outro nascer do sol. Minha família inteira está ao meu redor e vamos dançar juntos, tomando sol e rindo (eu vou chorar!!) em todos os momentos possíveis!”, escreveu.

apresentadora bbc
Crédito: Reprodução/Instagram/bowelbabeDeborah James trata o câncer há seis anos

Ela ainda agradece o apoio recebido pelas pessoas que acompanham seu trabalho e lhe dão força nesse momento. “Vocês são todos incríveis, obrigado por fazerem sua parte na minha jornada. Sem arrependimentos. Aproveite a vida”, encerra a publicação.

Conscientização sobre o câncer

A inglesa Deborah James vem se submetendo a diferentes tratamentos contra o câncer desde 2016, quando a doença foi descoberta em estágio avançado.

Segundo a jornalista, seus médicos disseram na época que ela viveria no máximo mais cinco anos e por isso passou os últimos anos achando que seria o seu último Natal, que não chegaria aos 40 anos ou que não veria seus filhos chegarem ao ensino médio. “Acho que tem sido a esperança rebelde em mim”, disse.

Além de conscientizar sobre a doença, neste último post sobre seu delicado estado de saúde, publicado em 10 de maio, ela pede apoio para a criação de um fundo para financiar pesquisas sobre medicina personalizada para pacientes com câncer.

“Nos permitirá arrecadar fundos para mais pesquisas que salvam vidas do câncer. Para dar mais tempo a mais Deborah”, disse.

apresentadora
Crédito: Reprodução/Instagram/bowelbabeDeborah James pede apoio para criação de um fundo de financiamento para pesquisas sobre o câncer

Câncer de intestino

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de intestino abrange os tumores que se iniciam na parte do intestino grosso chamada cólon e no reto (final do intestino, imediatamente antes do ânus) e ânus. Também é conhecido como câncer de cólon e reto ou colorretal.

Esse tipo de câncer tem tratamento. Quanto antes for detectado, mais chances e cura. O caso é mais delicado, no entanto, quando ele se espalha para outros órgãos.

Ainda de acordo com o INCA, grande parte desses tumores se inicia a partir de pólipos, lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso.

Fatores de risco

Além do histórico familiar, os principais fatores relacionados ao maior risco de desenvolver câncer do intestino são:

  • Idade igual ou acima de 50 anos,
  • Excesso de peso corporal
  • Alimentação não saudável
  • O consumo de carnes processadas (salsicha, mortadela, linguiça, presunto, bacon, blanquet de peru, peito de peru e salame). A ingestão excessiva de carne vermelha (acima de 500 gramas de carne cozida por semana) também aumentam o risco para este tipo de câncer.

Sintomas

  • Sangue nas fezes;
  • Alteração do hábito intestinal (diarreia e prisão de ventre alternados);
  • Dor ou desconforto abdominal;
  • Fraqueza e anemia;
  • Perda de peso sem causa aparente;
  • Alteração na forma das fezes (fezes muito finas e compridas);
  • Massa (tumoração) abdominal.

Como prevenir

Alimentação é a chave para prevenir inúmeras doenças, incluindo o câncer de intestino. Uma dieta saudável deve ser composta principalmente por alimentos in natura e minimamente processados, como frutas, verduras, legumes, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, grãos e sementes.

Esse padrão de alimentação é rico em fibras e, além de promover o bom funcionamento do intestino, também ajuda no controle do peso corporal, outro ponto importante para prevenção da doença.

Outro importante cuidado para reduzir as chances desse e de outros tipos de câncer é não fumar.

Compartilhe: