Últimas notícias:

Loading...

Banho quente alivia depressão; entenda por que

Estudo observa que a imersão na água quente traz mais bem-estar para pessoas que sofrem com depressão do que exercícios físicos

Por: Redação

“Tenho certeza de que há coisas que um bom banho não pode curar, mas não consigo pensar em nenhuma delas”, escreveu a poetisa e romancista norte-americana Sylvia Plath (1932-1963), que lutou contra a depressão durante boa parte de sua vida.  A afirmação dela parece ter ganhado respaldo em um estudo alemão que concluiu que um banho quente melhora a condição de pessoas que sofrem com depressão.

O estudo da Universidade de Freiburg, publicado na New Scientist, observou que banhos regulares à tarde estavam associados a um aumento moderado do humor.

Banhos termais de banheira

No estudo, pesquisadores designaram 45 pessoas com depressão de moderada a grave para dois banhos termais por semana ou duas sessões de exercícios físicos moderados por semana.

Os pacientes que tomavam banho ficavam imersos em água quente a 40ºC por até 30 minutos e depois se enrolavam em cobertores e garrafas de água quente por mais 20 minutos. Já o outro grupo, fazia de 40 a 45 minutos de exercícios aeróbicos como corrida ou dança, por exemplo.

Oito semanas depois, aqueles que tomaram banhos mornos durante a tarde marcaram seis pontos a menos em uma escala de depressão comumente usada, enquanto o grupo de exercícios teve uma média de três pontos a menos.

mulher na banheira com água quente
Crédito: Brazzo/istockPacientes eram submetidos a banhos quentes na banheira

As pessoas que faziam parte do grupo que recebeu o banho viram sua depressão cair, em média, seis pontos em duas semanas, enquanto o grupo de exercícios caiu apenas três.

“Os banhos hipertérmicos parecem ser um método de ação rápida, segura e de fácil acesso, levando a uma melhora clinicamente relevante no transtorno depressivo após duas semanas”, afirmaram os pesquisadores.

Eles observaram que a água quente restaurava o ritmo de temperatura natural do corpo, que pode ser alterado em pessoas depressivas. Isso regulava as flutuações de comportamento bioquímica, que afetam cada um de nossos órgãos, incluindo o cérebro.

Já reparou que a temperatura corporal normalmente aumenta durante o dia e cai durante a noite? É essa redução noturna que nos ajuda a adormecer, promovendo a liberação do hormônio melatonina, que informa ao corpo quando é noite. No entanto, em pessoas deprimidas, esse ritmo de temperatura é geralmente interrompido ou atrasado por várias horas.

É importante dizer que o banho quente apenas melhora o bem-estar de pacientes com depressão momentaneamente e, portanto, não substitui o tratamento psicológico ou psiquiátrico.

Ainda assim, qualquer forma de autocuidado deve fazer parte da estratégia para lidar com a saúde mental. Veja dicas para desfrutar de um bom banho:

mulher tomando banho na banheira
Crédito: Nd3000/istockTransforme a hora do banho em um spa

• Escolha um horário tranquilo, isso vai te ajudar a relaxar

• Considere adicionar um óleo essencial, como óleo de lavanda, que alivia a ansiedade naturalmente, relaxa e reduz a insônia.

• Deixe a água do banho bem quentinha, um pouco mais quente do que a temperatura corporal, que é de cerca de 37ºC.