Campanha estimula cidadãos ser doadores de órgãos

Apesar de o tema ter se mantido em evidência na mídia, quase metade das famílias de potenciais doadores de órgãos ainda nega a doação por desconhecerem a vontade do doador. A campanha Eu Assumi, criada e idealizada pela LOV para a Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO) usa a força das mídias digitais para estimular futuros doadores a compartilhar a decisão com membros da família e amigos, deixando registrada essa posição no perfil do Facebook.

Getty Images
Crédito: Getty ImagesDoação de órgãos: família precisa ser consciente sobre desejo de doador

A ação conta com a atriz Luana Piovani como protagonista da campanha.“Eu optei por ser doadora de órgãos porque, pra mim, essa questão é muito simples. Se eu não vou precisar mais, por que não ajudar alguém que precisa? É uma opção de vida e eu me sinto lisonjeada de ser uma porta-voz dessa ideia”, explica ela.

Na campanha, a atriz também mostra aos internautas como se declarar doador no perfil do Facebook. Ela própria já se declarou na rede social e seguirá ativando sua própria timeline em busca de mais pessoas que se unam a essa causa.

Para o presidente da ABTO, Dr. Lucio Pacheco, é preciso aproveitar o alcance da internet para esclarecer e divulgar o tema. “Há anos estimulamos o debate familiar sobre a doação de órgãos. Quem se declara doador na rede social e menciona os familiares demonstra o desejo de salvar vidas”. 

 

Compartilhe: