CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Casos da doença mão-pé-boca se espalham pelo Brasil

De abril para cá, a enfermidade tem aparecido com mais frequência em crianças de diversos estados brasileiros.

Por: Redação

A doença mão-pé-boca, que é altamente contagiosa, é classificada como surto em diversas cidades do país. De abril para cá, a enfermidade tem aparecido com mais frequência em crianças de diversos estados brasileiros.

Crédito: Istock/LolostockCasos da doença mão-pé-boca se espalham pelo Brasil

Em Salvador (BA), já foram notificados mais de 50 casos em crianças. Apenas uma creche em Entre Rios do Oeste (PR) teve mais de 100 crianças infectadas, o que corresponde a metade dos alunos. Na época, a instituição teve as aulas suspensas. Em Maringá (PR), a secretaria de saúde afirma que 2019 já apresenta o triplo de casos em relação aos anos anteriores.

Em Itapeva (SP) 70 casos da síndrome foram confirmados apenas em abril. No início do mês, uma escola ficou fechada por 10 dias para higienização após o registro da doença em alunos. Uma creche em Ourinhos (SP) registrou 20 alunos com a doença mão-pé-boca. Em São Gabriel (RS)  60 crianças foram infectadas.

Conheça a doença e saiba como evitar

A doença mão-pé-boca é uma enfermidade contagiosa que tem como sintomas febre alta, aparecimento de manchas vermelhas na boca, amídalas e faringe e erupção de pequenas bolhas nas palmas das mãos e nas plantas dos pés.

Segundo portal do Dr Drauzio Verella, a enfermidade contagiosa é causada pelo vírus Coxsackie. “Eles habitam normalmente o sistema digestivo e também podem provocar estomatites(espécie de afta que afeta a mucosa da boca). Embora possa acometer também os adultos, ela é mais comum na infância, antes dos cinco anos de idade”, afirma o portal.

Sintomas

  • Febre alta nos dias que antecedem o surgimento das lesões;
  • Aparecimento na boca, amídalas e faringe de manchas vermelhas com vesículas branco-acinzentadas no centro que podem evoluir para ulcerações muito dolorosas;
  • Erupção de pequenas bolhas em geral nas palmas das mãos e nas plantas dos pés, mas que pode ocorrer também nas nádegas e na região genital.
  • O período de incubação oscila entre um e sete dias. Na maioria dos casos, os sintomas são leves e podem ser confundidos com os do resfriado comum.

Prevenção

  • Não existe vacina contra o vírus da mão-pé-boca;
  • As bolhas viram feridas podem liberam vírus por contato;
  • Também pode se passar o Coxsackievirus ao espirrar e tossir;
  • O uso de máscaras pode ajudar;
  • Manter a higiene das mãos após contato com corrimãos, maçanetas e barras coletivos e locais públicos;
  • O vírus também pode ser passado por alimentos e de objetos contaminados;
  • O período de incubação do virus oscila de um dia a uma semana;
  • A transmissão ocorre pela via oral ou por contato direto entre as pessoas ou com fezes, saliva e outras secreções;
  • Evitar o contato muito próximo com o paciente;
  • Cobrir a boca e o nariz ao espirrar ou tossir;
  • Pessoas que de recuperaram podem transmitir o vírus pelas fezes durante aproximadamente quatro semanas;

Tratamento

Ainda não existe vacina contra a doença mão-pé-boca. Em geral, como ocorre com outras infecções por vírus, ela regride espontaneamente depois de alguns dias. Por isso, na maior parte dos casos, o tratamento é sintomático com antitérmicos e anti-inflamatórios.

Os medicamentos antivirais ficam reservados para os casos mais graves.O ideal é que o paciente permaneça em repouso, tome bastante líquido e alimente-se bem, apesar da dor de garganta.

Com informações portal Drauzio Varela

1
Coronavírus: conheça novos sintomas que podem indicar que você está com covid-19
Se você acompanha o noticiário sobre o novo coronavírus com certeza já deve ter ouvido falar sobre os principais sintomas …
2
Depressão: tudo o que precisamos saber sobre a doença
Não se trata de frescura e nem de preguiça. Depressão é uma doença grave e incapacitante que atinge mais de …
3
Cloroquina vs coronavírus: o que a ciência diz sobre o uso do medicamento
Da noite pro dia a cloroquina que é usada principalmente no tratamento contra a malária e algumas doenças reumatológicas, se …
4
Barato: yoga online para você praticar em casa na quarentena
O que você tem feito para aliviar a pressão da quarentena? Você tem colocado o seu corpo em movimento?  Se …
5
4 dicas essenciais para você fazer home office na quarentena
Teve que transformar a sua casa em um ambiente de trabalho por conta da quarentena causada pelo coronavírus? Então, este …
6
Coronavírus: entenda o colapso do sistema de saúde e funerário do Equador
Quanto mais avança a contaminação pelo mundo, mais cenas trágicas e impactantes a pandemia de coronavírus acaba criando. Como é …
7
O que a ciência e o Ministério da Saúde pensam sobre o coronavírus
Este Giro Catraca Livre vai ser um pouquinho diferente. Ao invés da gente mergulhar num tema e tentar traduzir ele …
8
Estádios e centros de eventos viram hospitais temporários pelo país
Para aumentar a oferta de atendimento médico para os pacientes da covid-19, hospitais de campanha estão sendo construídos em estádios …